Lamborghini

A marca italiana de automóveis Lamborghini foi fundada em 1963 pelo homem de negócios Ferrucio Lamborghini.
Este empresário decidiu instalar-se em Sant'Agata de Bolonha e contratou uma série de engenheiros de nomeada para construir os seus carros, como foi o caso de Bizzarrini, Dallara e Stanzani.
Em 1964 foi produzido o primeiro carro Lamborghini, o modelo 350GT, que combinava um chassis desenhado por Dallara com um motor V12 concebido por Bizzarrini. O carro fez bastante sucesso e foi produzido até 1968, depois de ter sido renovado em 1966. Ainda em 1966 foi lançado o mítico Miura, desenhado por Bertone e dotado também de um potente motor V12. Este modelo foi também um tremendo sucesso de vendas, tendo sido produzido até 1973.
Entretanto, em 1968 tinha sido apresentado o Lamborghini Islero, destinado a substituir o 400 GT, que havia surgido como desenvolvimento do 350GT. Também em 1968 apareceu o Espada, o primeiro carro da marca com capacidade para quatro pessoas. Dois anos depois, o Islero foi substituído pelo Jarama.
Em 197, o Urraco permitiu à marca italiana entrar no segmento dos pequenos super-carros.
Ainda nesse ano, a Lamborghini vendeu 51 por cento das suas ações a um empresário suíço, com aos restantes 49 por cento a serem entregues a outro suíço em 1974.
Pelo meio, em 1973 o Miura foi substituído por um outro modelo que também fez história no mundo dos carros de características desportivas, o Lamborghini Countach. Este carro tinha um design extremamente angular e aerodinâmico e estava dotado de um potente motor traseiro de 4000 cc e 12 cilindros em V. O carro foi produzido com estas características até 1988, ano em que o motor passou a ter uma cilindrada de 5000cc.
No entanto a empresa estava há muito em dificuldades financeiras e em 1981 tinha sido vendida aos irmãos Mimram, que revitalizaram a marca.
Nesse sentido em 1981 surgiu o Jalpa, que teve por base o Urraco, e em 1982 o LM002, uma novidade na marca já que se tratava de um veículo de todo-o-terereno. Este jipe estava dotado de um motor Countach.
Em 1987 a marca norte-americana Chrysler comprou a Lamborghini e para além do substituto do Countach, começou a preparar um motor para equipar carros de Fórmula 1. A estreia nesta competição automóvel ocorreu em 1989, mas nunca teve sucesso.
Já o substituto, do Countach, o Diablo, foi apresentado em 1990 e conheceu um grande sucesso, mantendo-se em produção para além do ano 2000. Nesta altura, já a Lamborghini tinha passado para as mãos do grupo alemão Volkswagen, o que aconteceu em 1998, tendo ficado associada à marca Audi.
Como referenciar: Lamborghini in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-13 21:43:17]. Disponível na Internet: