Lino de Assunção

Engenheiro civil e funcionário do Ministério das Obras Públicas, de nome completo Tomás Lino de Assunção, nascido a 7 de maio de 1844, em Lisboa, e falecido a 1 de novembro de 1902, em Lisboa, dedicou-se paralelamente à vida literária, tendo chegado a frequentar o Curso Superior de Letras. Viveu no Rio de Janeiro, onde fundou uma editora de obras literárias e científicas e ajudou na organização do Liceu Literário Português, e em Paris. Regressado a Portugal, colaborou com o seu amigo António Enes no jornal O Dia e na organização dos arquivos e das bibliotecas nacionais e começou a escrever para o teatro. Da sua dramaturgia, onde abundam as comédias ligeiras em um ato, destacam-se os dramas Os Lázaros e Eva, publicados conjuntamente em 1889. No decurso das suas investigações históricas, foi reunindo um vasto acervo documental sobre as histórias conventuais, de que foi dando conta em vários volumes.
Como referenciar: Lino de Assunção in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-26 21:44:01]. Disponível na Internet: