Livro dos Arautos

O cargo de arauto foi criado por D. João I e designava um oficial a quem competia realizar missões públicas ou sigilosas entre reis, nomeadamente, os tratados e declarações de guerra ou paz e, durante as batalhas, o relato, junto dos monarcas, do desenrolar das batalhas, a troca de prisioneiros e a distribuição do saque. O Livro dos Arautos é uma obra anónima escrita em 1416 por um arauto português, com o objetivo de servir de manual aos arautos que deveriam acompanhar os embaixadores portugueses no Concílio de Constança. A obra, que integra a literatura diplomática e heráldica, fornece uma descrição geográfica da Europa no início do século XV.
Como referenciar: Livro dos Arautos in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-26 16:19:56]. Disponível na Internet: