Massive Attack

As raízes musicais dos Massive Attack, banda musical oriunda de Bristol, Inglaterra, recuam até 1983, fase embrionária do rap britânico, quando Andrew "Mushroom" Vowles e Grant "Daddy G" Marshall fizeram parte de um coletivo de DJs denominados The Wild Bunch.
Em 1987, Mushroom e Daddy G juntaram-se a 3-D (cujo nome verdadeiro é Robert Del Naja), um artista de graffti, formando o núcleo criativo dos Massive Attack, um coletivo flutuante de rappers, DJs, cantores e músicos.
Em inícios da década de 90 constituíram a força pioneira por detrás da ascensão do trip-hop, estilo nascido em Bristol, derivado do hip-hop, mas mais instrumental e abstrato, com influências do jazz, e que abriu caminho para o aparecimento de bandas como Portishead, Sneaker Pimps e da carreira a solo de Tricky, ele próprio um colaborador dos Massive Attack. O single de estreia, "Daydreaming", foi lançado em 1990, com vocalização de Shara Nelson e intervenção rap de Tricky. O primeiro álbum, Blue Lines (1991), incluiu ainda os temas "Unfinished Sympathy" e "Safe From Harm", e contou com vocalizações de Shara Nelson, Neneh Cherry, o cantor reggae Horace Andy e Tricky. Este trabalho foi nomeado para um prémio Brit. A revista Melody Maker elegeu "Unfinished Sympathy" o melhor tema de 1991.
O segundo trabalho, Protection (1994), contou com as participações vocais de Tracey Thorn (Everything But The Girl), Horace Andy, Nicolette e Tricky. Incluiu três sucessos: o tema-título, "Karmacoma", e "Sly".
Precedido do EP "Risingson" (1997), em 1998 surgiu Mezzanine, o terceiro álbum do grupo, cujos singles foram "Teardrop", "Angel" e "Inertia Creeps". O álbum incluiu vocalizações de Horace Andy, Liz Fraser (Cocteau Twins) e Sara Jay. Este trabalho valeu-lhes a nomeação para cinco prémios Brit e a conquista do MTV Europe Award para Melhor Vídeo ("Teardrop"), para além da nomeação para Melhor Álbum.
O trabalho do grupo não se esgotou nos seus discos, tendo remisturado trabalhos como OK Computer (Radiohead), "If You Tolerate This Your Children Will Be Next" (Manic Street Preachers) e "Milk" (Garbage). Colaboraram ainda com Madonna para uma versão do tema "I Want You", integrado no álbum-tributo a Marvin Gaye.
Em setembro de 1999, Mushroom abandonou a banda para seguir a carreira a solo.
O grupo já passou pelo nosso país em três ocasiões, destacando-se o concerto a 10 de novembro de 1998, no Pavilhão Atlântico, em Lisboa. Também atuaram nos festivais Super Bock Super Rock (1996) e Sudoeste (1999).
Ao fim de cinco anos sem gravações, os Massive Attack lançaram 100th Window (2003). O disco contou apenas com um dos membros fundadores do grupo (Robert del Naja), contando com a colaboração das vozes de Liz Fraser e Tracey Thorn, que já haviam trabalhado com os Massive Attack no passado, e Sinnead O'Connor.O álbum não teve o mesmo êxito de outros mas, ainda assim, constituiu um registo interessante de um projeto musical que se mantém na vanguarda da música eletrónica.
Como referenciar: Massive Attack in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-06 11:38:21]. Disponível na Internet: