Michael Ballack

Futebolista internacional alemão, nascido a 26 de setembro de 1976, em Görlitz, na antiga República Democrática Alemã, ganhou quatro campeonatos do seu país, antes de se transferir para o Chelsea, em maio de 2006.
Ballack começou a jogar futebol oficial com sete anos, na temporada 1983/84, nas camadas jovens do Karl-Marx-Stadt, clube que posteriormente se chamou Chemnitz FC e Chemnitzer SV51. Ballack representou este clube até 1997, ano em que se transferiu para uma das principais equipas da Alemanha reunificada, o Kaiserslautern.
Ballack estreou-se na Bundesliga, o campeonato alemão de futebol, na temporada 1997/1998, ao serviço do Kaiserslautern, e logo nessa época conquistou o título nacional. Desavenças com o treinador do Kaiserslautern, Otto Rehhagel, levaram Ballack a mudar de clube, passando a representar o Bayer Leverkusen. Nesta equipa, o médio alemão chegou, em 2001/2002, à final da Liga dos Campeões, a mais importante prova europeia de clubes, onde perdeu frente ao Real Madrid, de Espanha, por 2-1. Ainda na mesma temporada, o Bayern foi segundo na Bundesliga e Ballack conquistou o título de melhor jogador do campeonato.
O jogador foi contratado, em 2002/2003, pelo Bayern de Munique, o mais consagrado clube alemão, e logo na sua primeira época conquistou o título nacional e a Taça da Alemanha, assim como se cotou de novo como melhor jogador da Bundesliga. Voltou a ser campeão alemão em 2004/2005 e 2005/06, épocas em que também venceu a Taça da Alemanha. Em 2004/05 tinha sido de novo eleito o melhor jogador da Bundesliga.
No final da temporada 2005/2006 terminou contrato com o Bayern de Munique e optou por ir representar o Chelsea, campeão de Inglaterra, treinado pelo português José Mourinho.
A 22 de abril de 1999, com vinte e dois anos, Ballack estreou-se na seleção alemã, numa partida contra a Escócia, e, no ano seguinte, participou no Campeonato da Europa disputado na Bélgica e Holanda.
No Mundial de 2002, disputado na Coreia do Sul e no Japão, foi vice-campeão do mundo, já que a sua seleção perdeu na final - onde Ballack não alinhou por estar de castigo - com o Brasil por 2-0.
Ballack representou em 2004 a seleção alemã no Europeu disputado em Portugal. A seleção germânica teve uma participação modesta e o treinador Rudi Völler foi substituído por Jürgen Klinsmann, que entretanto elegeu Ballack para capitão de equipa. Ballack foi selecionado para representar a sua seleção no Mundial da Alemanha de 2006.
Como referenciar: Michael Ballack in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-17 16:03:20]. Disponível na Internet: