Mira Nair

Realizadora, produtora e argumentista indiana, Mira Nair nasceu a 15 de outubro de 1957, em Bhubaneshwar, Orissa. Estudou Sociologia e Teatro na Universidade de Nova Deli e, em 1976, com 19 anos, continuou os seus estudos na Universidade de Harvard, com uma bolsa de estudo.
Começou a sua carreira na indústria cinematográfica como atriz e, em 1979, começou a realizar documentários como Jama Masjid Street Journal (a sua tese de mestrado), a que se seguiu So Far From India (1982), Índia Cabaret (1985) e Children of a Desired Sex (1987). Em 1988, estreou-se na realização de uma longa-metragem com argumento da sua autoria com Salaam Bombay!, por muitos considerado o seu melhor trabalho. Foi nomeado para o Óscar, o César, o Globo de Ouro e o BAFTA de Melhor Filme Estrangeiro, e ganhou a Câmara de Ouro do Festival de Cinema de Cannes, o prémio para melhor realizador estreante. A realizadora chamou a atenção da crítica e do público e alcançou a fama internacional.
O seu filme seguinte foi a comédia dramática Mississippi Masala (1991), uma história sobre um amor inter-racial, com Denzel Washington e Sarita Choudhury nos principais papéis. O sucesso do filme valeu-lhe a nomeação para o Leão de Ouro do Festival de Cinema de Veneza e ganhou o prémio de Melhor Realizador do mesmo Festival, entre outros prémios. Em 1995, realizou Perez Family, baseado no livro de Christine Bell, com um elenco composto por Marisa Tomei, Alfred Molina e Anjelica Huston, sobre uma família cubana a viver em Miami. No ano seguinte, fez Kama Sutra: A Tale of Love (Kama Sutra: Uma História de Amor, 1996), um filme repleto de sedução e visualmente apelativo, passado na Índia durante o século XVI. Realizou depois para televisão o filme My Own Country, baseado no livro de memórias de Abraham Verghese, sobre a história verídica de um médico imigrante a braços com a epidemia da sida. Em 2001, realizou Monsoon Wedding (Casamento Debaixo de Chuva), um filme colorido sobre um casamento indiano Punjabi. Aclamado pela crítica e pelo público, o filme venceu o Leão de Ouro do Festival de Cinema de Veneza e o prémio da British Film Independent para o Melhor Filme Estrangeiro. Foi ainda nomeado para o Globo de Ouro e para o BAFTA da mesma categoria. Seguiu-se o telefilme Hysterical Blindness, uma adaptação da peça de Laura Cahill, passado em New Jersey, sobre mulheres solteiras em busca do amor, com a participação de um elenco de luxo: Uma Thurman, Juliette Lewis e Gena Rowlands. O filme obteve aplausos da crítica, grandes audiências e três Emmys. Em 2004, realizou Vanity Fair (A Feira das Vaidades), baseado no romance de William Makepeace Thackeray e protagonizado por Reese Whiterspoon, passado durante a época pós-colonial em Inglaterra. Foi novamente nomeado para o Leão de Ouro do Festival de Cinema de Veneza, entre outros prémios.
Como referenciar: Mira Nair in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-14 01:22:22]. Disponível na Internet: