Montreal

Cidade localizada no Sudoeste do Canadá, na região administrativa do Quebeque. A população da cidade é de 3 263 800 habitantes (2004) integrada numa aglomeração urbana com 3 608 500 habitantes. Montreal fica situada a ocidente das Montanhas Laurentinas, numa ilha limitada a este pelo rio Preiries, a oeste pelo rio São Lourenço e a sul pelo lago St. Louis.
Em 1535, um grupo de exploradores, entre os quais o francês Jacques Cartier, chegaram à ilha e subiram a montanha de Hochelaga, a qual passaram a denominar de Mont-Royal. Cerca de um século mais tarde, um grupo de colonizadores franceses, que pretendiam converter os nativos americanos ao cristianismo, construíram uma fortificação em Montreal, sendo a primeira cidade da ilha a ser fortificada. Contudo, a aceitação do domínio francês por parte dos nativos nunca foi muito pacífica, de modo que aquando da Guerra da Índia, em 1760, Montreal passou para o domínio britânico.
A sua localização estratégica, que possibilita a ligação com o interior do Canadá, fez da cidade um centro ativo de negócios e comércio. Entretanto, tornava-se explícita a rivalidade entre a maioria francesa e a minoria inglesa no domínio cultural, político e económico da cidade. Montreal encontra-se dividida em quarteirões ingleses e franceses e há leis governamentais para o uso do idioma, tanto no emprego, como no governo ou na educação.
A cidade continua a receber imigrantes, que acentuam a miscelânea cultural da cidade, sendo de acrescentar também a existência de um quarteirão chinês, que é o maior símbolo da implementação chinesa no Quebeque, constituindo um centro importante de trocas comerciais e culturais.
É uma cidade cosmopolita que preserva certas características do seu passado, conciliadas com o desenvolvimento moderno, possuindo um metro sofisticado, com um sistema subterrâneo de referência, que possibilitou a implementação de uma cidade subterrânea, a Place-Ville-Marie, onde existem mais de 40 blocos de edifícios com escritórios, lojas, restaurantes e hotéis.
Montreal possui diversos atrativos culturais, desportivos e naturais, como o Parque Olímpico, o Jardim Botânico, o Museu do Ambiente Biodôme, o Insectarium - cuja coleção (informatizada) conta com cerca de 140 000 espécies de insetos -, o Parque Jean-Drapeau, onde fica o circuito Gilles Villeneuve, onde se efetuam corridas de Fórmula 1, o Planetário e a Casa da Cultura, que constitui o mais importante polo de difusão cultural do Quebeque e do Canadá.
Como referenciar: Porto Editora – Montreal na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-06-22 18:44:41]. Disponível em