Naide Gomes

Atleta portuguesa, Enezenaide do Rosário da Vera Cruz Gomes (conhecida por Naide Gomes) nasceu a 20 de novembro de 1979, em São Tomé e Príncipe.
Aos onze anos, veio para Portugal, para Fernão Ferro, onde já estava a viver a mãe. Quando frequentava o sexto ano do ciclo, ficava frequentemente à frente dos rapazes nas provas de Educação Física. Um professor reparou nas suas capacidades e garantiu-lhe que teria um grande futuro no atletismo. Naide Gomes começou então a treinar na escola. Ao fim de duas semanas, teve de desistir porque a escola ficava muito longe de casa mas, devido à insistência do professor, a mãe decidiu mudar de casa para que a filha pudesse continuar a sua preparação.
Competiu por vários clubes nos escalões juvenis, a começar pelo Clamo em 1994. Depois passou pelo Ginásio do Sul (1995), Belenenses (1996) e Joma (1997) até chegar em 1998 ao Sporting, ainda com idade de júnior. Quando representava o Joma, o professor Moniz Pereira, um dos principais responsáveis pelo atletismo do Sporting, convidou-a para representar o clube e ela não demorou muito a responder afirmativamente. Aos 17 anos, decidiu optar pela nacionalidade portuguesa porque foi em Portugal que começou a praticar atletismo e onde se tornou profissional. Esta decisão teve também a ver com o facto de ter sido em Portugal que pôde prosseguir os estudos. Refira-se, contudo, que nos Jogos Olímpicos de Sydney, na Austrália, do ano 2000 Naide Gomes ainda representou São Tomé e Príncipe, na prova de cem metros barreiras. Só aos 21 anos adquiriu a nacionalidade portuguesa.
Em 2002, apostou forte na carreira e começou a fazer treinos bi-diários e no espaço de um mês bateu três recordes: salto em comprimento, salto em altura e pentatlo. A sua disciplina favorita é o salto em altura, que foi aquele onde se iniciou, mas, como sempre treinou diversas especialidades, dedicou-se ao pentatlo. Esta disciplina é composta por salto em altura, salto em comprimento, 60 metros barreiras, 800 metros e lançamento do peso.
Um dos pontos altos da sua carreira aconteceu em março de 2002, quando alcançou o primeiro grande título internacional ao ficar em segundo lugar no pentatlo no Campeonato da Europa de Atletismo em Pista Coberta que decorreu em Viena, na Áustria. Esta medalha de prata foi conquistada logo na primeira prova em que Naide Gomes representou a seleção portuguesa.
Em maio de 2002, confirmou as boas indicações ao ficar em quarto lugar no pentatlo do Meeting Multistars, uma prova ao ar livre que juntou as melhores atletas da especialidade.
Em março de 2004, Naide Gomes tornou-se campeã do mundo do pentatlo, em Budapeste, com a pontuação de 4759 pontos, o que representou também um novo recorde nacional. Ainda nesse ano, a atleta participou nos Jogos Olímpicos de Atenas, tendo ficado em 13.º lugar, com 6151 pontos, na prova do heptatlo.
A 6 de março do ano seguinte, a atleta participou nas competições em Madrid e sagrou-se campeã europeia de salto em comprimento em pista coberta, tendo alcançado um novo record nacional: 6,70 metros. Apesar de ter sido considerada campeã, só recebeu a medalha no dia seguinte, devido a erros de cálculo dos juízes que tiveram de ser cuidadosamente analisados.
Como referenciar: Naide Gomes in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-21 17:00:28]. Disponível na Internet: