Nicolas Poussin

Pintor francês nascido em junho de 1594, em Villers, perto de Les Andelys, na Normandia, França.
Despertado o seu interesse pela pintura aquando da passagem do pintor Quentin Varin por Les Andelys, o jovem foi estudar, em 1612, para Paris (provavelmente, também para Rouen), onde trabalhou para o pintor Phillipe de Champaigne, no Palácio do Luxemburgo.
Em 1624, com o auxílio de Giambattista Marini, poeta da corte de Maria de Médicis, foi para Roma onde trabalhou no atelier do pintor Dominiquin (1581-1641). Em Roma, inspirado pelas ruínas antigas, estudou cultura clássica e deixou a pintura de grande escala, da qual emergia um estilo barroco exuberante, para dedicar-se às temáticas renascentistas da Antiguidade, sobretudo através de assuntos bíblicos e mitológicos. Nesse período, tornaram-se mais nítidas as influências dos pintores Rafael e Ticiano. Poussin produziu vários trabalhos, como as bacanais, a série de desenhos para as Metamorfoses de Ovídio, Vénus e Adónis (1929), O Martírio de Santo Erasmo (1929, na Basílica de S. Pedro) e O Rapto das Sabinas (1934-1935), entre outras.
Tendo o seu trabalho artístico chamado a atenção da corte francesa, o cardeal Richelieu, primeiro-ministro do rei Luís XIII, conseguiu convencer Poussin a regressar a França. Entre 1640 e 1642, o pintor realizou vários trabalhos para o rei, tal como A Última Ceia (1940) ou a série de desenhos sobre Os Trabalhos de Hércules, assim como a decoração da Grande Galeria do Louvre. No entanto, considerando que as obras encomendas não surgiam em consequência do seu talento e qualificações, o pintor regressou a Roma, estabelecendo-se aí definitivamente. Nessa altura, produziu grandes obras de arte das quais se salientam Orfeu e Euridice (1948), Autorretrato (1949) e Oríon Cego Procurando o Nascer do Sol (1958). Os trabalhos dessa época retratam principalmente heróis que recusam o vício e o prazer e paisagens cuja natureza desordenada está submetida à ordem geométrica.
Nicolas Poussin, principal autor clássico do período Barroco, faleceu a 19 de novembro de 1665, em Roma.
Como referenciar: Porto Editora – Nicolas Poussin na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-25 11:11:41]. Disponível em