Nínive

Capital do reino da Assíria, na margem esquerda do rio Tigre, na antiga Mesopotâmia, Nínive, cujo nome significava "bela", encontra-se próxima da atual cidade de Mossul, no norte do Iraque.
Na Bíblia, Jonas é enviado a Nínive para converter o seu povo e, assim evitar a sua destruição (Jonas, 3, 1-10). Mais tarde, é o profeta Naum que descreve a ruína de Nínive, que parece ter sucedido por volta de 612 a.C.
Os Assírios, tradicionalmente tidos como um povo conquistador e cruel, foram construtores de uma civilização que deixou marcas importantes no mundo antigo, visíveis nas suas cidades, como Nínive, Assur e Nimrud. Decaíram a partir do século VII a. C., depois de mais de quinze séculos de conquistas e esplendor.
O Padre António Vieira, no Sermão de Santo António aos Peixes, lembra Jonas que, no episódio da Bíblia, "Os homens lançaram-no ao mar a ser comido dos peixes, e o peixe que o comeu, levou-o às praias de Nínive, para que lá pregasse e salvasse aqueles homens".
Como referenciar: Nínive in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-13 10:29:51]. Disponível na Internet: