Novo Jornalismo

A expressão designa dois movimentos distintos, e cronologicamente separados, que reformaram o espírito e os valores fundamentais da informação jornalística.
O primeiro movimento de Novo Jornalismo aconteceu no início do século XX, quando começou a existir uma tendência para a profissionalização da classe. Anos depois, o aparecimento da rádio no cenário informativo veio sedimentar esse período de transição na evolução do jornalismo. A conduta por códigos deontológicos próprios e a procura de valores essenciais como o de imparcialidade e objetividade foram novidades que modificaram estruturalmente o jornalismo.
Um fenómeno semelhante de renovação ocorre na década de 60, ficando conhecido como segunda vaga do Novo Jornalismo. Este movimento teve repercussões ainda mais profundas do que a primeira vaga e os teóricos são consensuais ao considerar que o sistema informativo sofreu uma verdadeira revolução. A segunda vaga do Novo Jornalismo marca a transição para o jornalismo especializado, a tendência analítica do texto informativo, uma postura mais agressiva dos jornalistas perante as instituições e o assumir de uma postura mais subjetiva perante o objeto da informação.

Como referenciar: Novo Jornalismo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-10-19 06:11:21]. Disponível na Internet: