Povos do Mar na Antiguidade

Conjunto de povos do Mediterrâneo Oriental que se tentaram estabelecer no corredor Siro-Palestinense e no Egito entre os séculos XIII e XII a. C. Provavelmente originários do mar Egeu ou da costa ocidental da Ásia Menor, pelo menos boa parte deles, conhecemo-los através de relevos nos templos de Medinet Habu e em Karnak, no Egito, além do texto do Grande Papiro Harris (conservado no Museu Britânico, Londres), lista de doações a templos datável do final do reinado de Ramsés III (1184-1153 a. C., XX dinastia do Império Novo). Através destas fontes, sabe-se atualmente que os Povos do Mar não eram bandos de salteadores mas grupos de povos desalojados pela pressão de outros povos mais numerosos, mais fortes e mais bem armados, provenientes das estepes em torno do Mar Negro, provavelmente. Os Povos do Mar eram constituídos por grupos de guerreiros com suas famílias e bens, que se iam estabelecendo à mediam que iam passando por vários territórios onde lhes eram possível fazê-lo. De acordo com outras fontes egípcias e até hititas, os Povos do Mar já estavam ativos no reinado de Akhenaton (1352-1336 a. C.), tendo até alguns (os Peleset, que podem ser os Filisteus) servido como mercenários nas hostes de Ramsés II (1279-1213 a. C.) na batalha de Kadesh (c. 1274 a. C.).
O Egito era um alvo de extrema cobiça, pela sua fertilidade e produção de cereais, além de ser um local seguro. O primeiro ataque dos Povos do Mar ao Egito teve lugar na XIX dinastia (1295-1186 a. C.), reinando Meremptah (1213-1203 a. C.), com apoio dos Líbios. Conhecemos o nome de alguns dos Povos do Mar que então atacaram o Egito (a região do Delta): Ekwesh, Lukka, Meshwesh, Shekelesh, Sherden e Teresh. Meremptah derroutou-os, matando mais de 6 000 indivíduos e expulsando-os para Oeste, como nos recorda um dos relevos do templo de Amon em Karnak ou uma estela funerária sua.
No reinado de Ramsés III regressaram os Povos do Mar, cerca de 1176 a. C., vindos do norte da Séria, na sequência da destruição do império Hitita, atacando localidades da costa mediterrânica como Ugarit. Chegaram ao Egito por terra e por mar, mas em ambos os setores foram derrotados por Ramsés III (ao largo do Delta, no mar, e na Palestina, em terra), como nos recordam inscrições funerárias do faraó e o Grande Papiro Harris. A partir de então, perdeu-se-lhes o rasto.
Como referenciar: Povos do Mar na Antiguidade in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-22 06:19:42]. Disponível na Internet: