Raul Indipwo

Cantor e pintor angolano, Raul José Aires Corte Peres Cruz, nascido em 1933 em Angola e falecido a 4 de junho de 2006, no Barreiro, em Portugal, e mais conhecido por Raul Indipwo, formou com Milo MacMahon o Duo Ouro Negro, que fez grande sucesso nas décadas de 60 e 70.
O Duo Ouro Negro, de Raul Indipwo e Milo MacMahon, foi formado em 1959 e a sua ascensão iniciou-se após um espetáculo em Lisboa, no cinema Roma. Depois do regresso a Angla a dupla começou a ser conhecida a nível internacional, protagonizando, ainda nesse ano, atuações em países como Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Suécia e Suíça, e de novo Portugal.
Em meados da década de 60, já baseado em Lisboa, o duo conheceu grande sucesso, sendo presença constante em programas de televisão e de rádio. Em 1965, o Duo Ouro Negro lançou a kwela, uma dança ritual africana, que foi considerada o ritmo de verão desse ano. Em 1966, Raul Indipwo e Milo atuaram em duas salas emblemáticas de Paris, o Olympia e o Alhambra, e, no ano seguinte, deram um espetáculo na sala Garnier da Ópera de Monte Carlo, perante os príncipes do Mónaco. Ainda em 1967 regressaram ao Olympia e estrearam-se no Brasil.
O ano de 1968 ficou marcado por atuações no Canadá e nos Estados Unidos da América (EUA), nomeadamente no Waldorf Astoria, um dos mais conhecidos hotéis de Nova Iorque. Ainda nessa época o Duo Ouro Negro atuou na América Latina e no Japão.
Já na década de 70 houve concertos na Alemanha, Austrália e, novamente, França e EUA. Nos seus espetáculos eram apresentados sucessos como "Maria Rita" e "Vou Levar-te Comigo".
Embora sem o mesmo sucesso, o Duo Ouro negro sobreviveu até final da década de 80, altura em que morreu Milo.
Raul Indipwo, entretanto já radicado em Portugal, dedicou-se a partir daí especialmente à pintura.
Como referenciar: Raul Indipwo in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2021. [consult. 2021-01-26 08:49:05]. Disponível na Internet: