Richard Gere

Ator norte-americano, Richard Tiffany Gere nasceu a 31 de agosto de 1949, em Filadélfia. Filho de agricultores, desde cedo o jovem Richard mostrou uma inusitada aptidão artística, pois no Liceu já escrevia partituras musicais e dominava o piano e a corneta. Em 1971, licenciou-se em Filosofia pela Universidade de Massachusetts. Interessado em estudar Teatro, partiu para Nova Iorque onde conseguiu arranjar pequenos papéis em peças da Broadway. Em 1973, protagonizou a peça musical Grease e no ano seguinte obteve um retumbante sucesso nos palcos com Killers Head (1974) do ator/dramaturgo Sam Shepherd. Depois de uma pequena temporada na televisão, Gere estreou-se no cinema com Report to the Comissioner (1975), um melodrama policial de baixo orçamento. Em termos cinematográficos, o primeiro papel significativo de Gere foi no filme Looking For Mr. Goodbar (À Procura Dum Homem, 1977) de Richard Brooks, onde interpretou um jovem desordeiro. Com Days of Heaven (Dias de Paraíso, 1978) de Terrence Malick, o ator obteve o seu primeiro êxito comercial. No entanto, a sua categoria de sex-symbol originou-se com o sucesso de American Gigolo (1980), onde deu corpo à figura de um prostituto que se vê envolvido no assassinato de uma das suas clientes. Hollywood chegou à conclusão que a imagem viril de Gere era um filão a ser explorado: An Officer and a Gentleman (Oficial e Cavalheiro, 1982) foi um marco dos melodramas românticos da década de 80 do século passado e imortalizou a cena final em que Gere, fardado, carrega ao colo a sua noiva (Debra Winger) perante os aplausos das colegas de trabalho desta. Em seguida, Gere conheceu alguns fracassos como The Honorary Consul (O Cônsul Honorário, 1983), Breathless (O Último Fôlego, 1983) e King David (Rei David, 1985). Francis Ford Coppola soube explorar bem a sua imagem de galã em Cotton Club (1985), mas tornara-se óbvio que o território onde Gere se sentia mais à vontade era o filme romântico: assim, não admirou que o seu nome aparecesse associado a um dos filmes mais lucrativos da história do cinema: Pretty Woman (Uma Mulher de Sonho, 1989), uma comédia romântica onde desempenhou o papel de um executivo milionário que ao requisitar os serviços de uma prostituta (Julia Roberts) para o acompanhar a um jantar de negócios, acaba por se apaixonar por ela. Ainda a viver os louros do sucesso desse filme, viveu uma relação mediática com a modelo Cindy Crawford, tendo-se casado com ela em 1991. Depois de ter feito uma aparição num filme de Akira Kurosawa - Hachigatsu no Kyoshikyoku (Rapsódia de agosto, 1991) -, Gere continuou a somar êxitos: Sommersby (O Regresso Dum Estranho, 1993), First Knight (O Primeiro Cavaleiro, 1995), Primal Fear (A Raiz do Medo, 1996), The Jackal (O Chacal, 1997), Runaway Bride (Noiva em Fuga, 1999) e The Mothman Prophecies (A Profecia das Sombras, 2002). Marcou também presença como protagonista no título vencedor do Óscar para Melhor Filme de 2002: o musical Chicago, onde desempenhou o papel do advogado Billy Flynn. Paralelamente à sua carreira de ator, Gere tem desenvolvido funções de Embaixador da Paz como representante da UNICEF, sendo um acérrimo defensor das questões ambientalistas e dos direitos dos tibetanos.
Como referenciar: Richard Gere in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-03-19 00:11:22]. Disponível na Internet: