Rivaldo

Futebolista internacional brasileiro nascido a 19 de abril de 1972, na cidade Paulista, em Pernambuco, no Brasil, no seio de uma família sem grandes recursos. Para ajudar a família, na sua infância vendia lembranças na praia de Recife.
Jogou em vários clubes modestos e só atingiu alguma notoriedade um pouco mais tarde do que é habitual num jogador de eleição, como veio a provar ser. Começou por alinhar nas camadas jovens do Paulista Recife e, aos 19 anos, assinou o primeiro contrato profissional com o FC Santa Cruz. Daí, passou rapidamente para o Mogi-Mirim e, em 1993, para o conceituado Corinthians, onde se destacou ao marcar onze golos em 19 jogos.
Em dezembro de 1993, estreou-se a jogar pela seleção brasileira, mas depois ficou desiludido por não ter sido escolhido para participar no Campeonato do Mundo de 1994, nos Estados Unidos da América. Entretanto, logo em 1994, mudou de novo de clube, tendo passado a alinhar pelo Palmeiras, grande rival do Corinthians. Nesse ano, conquistou pela primeira vez o campeonato do Brasil.
Depois de representar o Brasil nos Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996, assinou contrato com uma equipa espanhola, o Desportivo da Corunha. Logo na temporada de 1996/1997, deu nas vistas ao marcar 21 golos na liga espanhola.
Esteve afastado da seleção até dezembro de 1997, depois de ter sido considerado um dos responsáveis pelo fracasso do Brasil nos Jogos de Atlanta.
Na temporada de 1997/1998, trocou o Corunha pelo Barcelona, um dos grandes clubes do Mundo, onde foi substituir o seu compatriota Ronaldo, que tinha ido para Itália. Impôs-se rapidamente no clube catalão e conquistou a liga espanhola nessa mesma época.
Foi selecionado para o Mundial de França, em 1998, tendo sido uma das estrelas da competição. Sagrou-se vice-campeão do Mundo, depois do Brasil perder por 3-0 com a França na final.
Em 1999, ganhou a Bola de Ouro da revista France Football e o Prémio FIFA (Federação Internacional de Futebol), os dois prémios mais importantes no que respeita a eleger o melhor jogador do Mundo. Nesse mesmo ano, conquistou a Copa América, a mais importante competição para seleções na América do Sul.
Em 2002, sagrou-se campeão do Mundo pelo Brasil, tendo contribuído com cinco golos em sete jogos. Na final o Brasil bateu a Alemanha.
A seguir ao campeonato, foi dispensado pelo Barcelona e, posteriormente, assinou contrato com o AC Milan, um dos maiores clubes de Itália e do mundo. Apesar de nunca se ter conseguido impor na equipa principal, Rivaldo conquistou, ao serviço do AC Milan, a Liga dos Campeões, em 2003. A falta de presença assídua no onze, aliada a fracas exibições levaram a que Rivaldo rescindisse contrato com o clube milanês. Regressou assim ao Brasil para representar o Cruzeiro. No entanto permaneceu pouco tempo no Brasil e na temporada 2004/2005 regressou à Europa para alinhar no Olympiakos, da Grécia. Em duas épocas no clube ganhou por duas vezes o campeonato
Como referenciar: Rivaldo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-04-21 19:57:34]. Disponível na Internet: