Sal Mineo

Ator norte-americano, Salvatore Mineo Jr. nasceu a 10 de janeiro de 1939 em Harlem, Nova Iorque, e morreu a 12 de fevereiro de 1976. Filho de pais emigrantes sicilianos, começou aos 10 anos a aparecer em shows televisivos.
Entrou em várias peças de teatro, como The Rose Tatoo (1951) e The King and I (1952). Teve a sua estreia cinematográfica aos 16 anos no filme Six Bridges to Cross (1955), com Tony Curtis. No mesmo ano, entrou no filme pelo qual ficou mais conhecido, Rebel Without a Cause (Fúria de Viver), de Nicholas Ray, onde contracenou com James Dean e Natalie Wood. A sua interpretação do tímido Plato valeu-lhe a nomeação para o Óscar de Melhor Ator Secundário.
Seguiram-se outros filmes, entre eles Somebody Up There Likes Me (1956), de Robert Wise, e Giant (O Gigante, 1956), o segundo filme em que contracenou com James Dean. Em 1960, com o seu papel de Dov Landau, um jovem judeu sobrevivente do Holocausto (em Exodus, de Otto Preminger), teve a sua segunda nomeação para o Óscar de Melhor Ator Secundário.
Em 1969, encenou a peça Fortune and Men's Eyes, que obteve largo sucesso. No cinema continuou com The Longest Day (O Dia Mais Longo, 1962); no western de John Ford Cheyenne Autumn (O Grande Combate, 1964), onde fez de índio; e no épico The Greatest Story Ever Told (1965).
Em 1975, regressou ao palco no êxito P. S. Your Cat is Dead e foi durante os ensaios desta peça, na noite de 12 de fevereiro de 1976, quando voltava a sua casa em Hollywood, que foi atacado e apunhalado até à morte. Sal Mineo foi o primeiro ator que assumiu publicamente a sua homossexualidade.
Como referenciar: Sal Mineo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-17 11:15:18]. Disponível na Internet: