Standard de Liège

O clube belga Standard de Liège foi fundado em 1898 por um grupo de jovens do Colégio Saint-Servais que quis desafiar o domínio do FC Liège. Foi escolhido o nome Standard porque na altura a melhor equipa de França se chamava Standard de Paris.
Joseph Debatty foi o primeiro presidente do clube, que cinco anos após a sua fundação já militava na II Divisão belga. No entanto, nessa mesma temporada (1903-04) o clube foi obrigado a deixar o seu campo pois este estava situado em terrenos que iam albergar a Exposição Universal de 1905. Até 1910, ano em que subiu à I Divisão, o Standard jogou em Grivegnée, mas mudou-se então para Sclessin. O Standard esteve na I Divisão até 1913.
Com o advento da Primeira Guerra Mundial, o clube perdeu alguns dos seus jogadores, mas conseguiu sobreviver ao conflito.
O clube tornou-se bastante popular, mas só após a Segunda Guerra Mundial apareceram os primeiros títulos no seu palmarés. Em 1954 foi conquistada a primeira Taça da Bélgica, após derrotar na final o Malines.
Em 1958 foi conquistado pela primeira vez o campeonato belga, cabendo na temporada seguinte ao Standard de Liège a tarefa de ser a primeira equipa do país a jogar nas competições europeias, criadas nesse ano. A equipa chegou aos quartos de final da Taça dos Campeões Europeus, depois de eliminar, nomeadamente, o Sporting.
Em 1960 e 1962 o clube voltou a ganhar o campeonato e, desde os finais da década de 60 até ao início da década de 80, o Standard de Liège partilhou o domínio do futebol belga com o Anderlecht.
Com a chegada do treinador Raymond Goethals, o domínio do Standard acentuou-se, tendo ficado marcado pela conquista dos campeonatos belgas de 1982 e 1983. Ainda em 1982 o clube de Liège chegou à final da Taça dos Vencedores das Taças, onde foi batido pelo Barcelona, de Espanha.
Já em 1984 rebentou o escândalo Waterschei, relacionado com resultados combinados previamente. Vários jogadores envolvidos foram suspensos e partiram para jogar no estrangeiro, assim como o treinador.
Só em 1992/1993 o clube recuperou parte do seu prestígio, ao vencer a Taça da Bélgica, quando era treinado pelo holandês Arie Haan, antigo jogador da casa. Desde então tem tentado, através de várias reformulações do plantel, voltar aos títulos. Um dos jogadores contratados em 2001 foi o português Moreira.
Como referenciar: Porto Editora – Standard de Liège na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-08-04 17:25:25]. Disponível em