Stanislaw Lem

Escritor polaco, nascido a 21 de setembro de 1921, em Lwow, atualmente território da Ucrânia, e falecido a 27 de março de 2006, em Cracóvia, tornou-se mundialmente conhecido pelas suas obras de ficção científica, nomeadamente Solaris.
De origem judaica, durante a Segunda Guerra Mundial escapou aos invasores nazis recorrendo a documentos falsos. Enquanto trabalhava como mecânico integrou a resistência contra a ocupação alemã. Depois da guerra, Stanislaw Lem estudou Medicina numa universidade de Cracóvia. Contudo, depois de concluídos os estudos optou por não se submeter a exame para não ter de fazer carreira como médico militar. Foi então trabalhar como assistente de pesquisa numa instituição científica.
Aos 25 anos, numa altura em que já escrevia poesia, foi publicada, como folhetim, a sua primeira obra, Czlowiek z Marsa, que significa o homem de Marte. Em 1951 lançou uma obra de ficção científica, Astronauci, título em polaco para astronautas, dedicada ao público juvenil. Esta obra viria a ser adaptada ao cinema em 1960. Em 1955 escreveu um romance, Czas Nieutracony, sobre a vida dos polacos debaixo da opressão nazi. Lem destacou-se também pela sua extensa obra de não ficção iniciada em 1957 com Dialogi, um livro de filosofia.
Em 1961 foi publicada a sua mais conhecida obra de ficção científica, Solaris, que teve duas adaptações ao cinema, em 1972 e 2002, pelos realizadores Sergei Tarkowski, russo, e Steven Soderbergh, norte-americano, respetivamente.
Em 1967 lançou Cyberiad, a sua obra mais conhecida a seguir a Solaris e composta por contos sobre um mundo governado por robots.
Stanislaw Lem foi designado em 1976 membro honorário da Associação de Escritores de Ficção Científica da América, mas seria expulso três anos mais tarde por criticar o estado da literatura de ficção científica.
Em 1982 deixou a Polónia e foi viver para Berlim, na Alemanha, e depois para Viena, na Áustria, regressando ao seu país em 1988, onde morreu em 2006. Lem faleceu em Cracóvia, cidade da qual era cidadão honorário.
A sua obra foi traduzida para mais de 40 línguas, tendo sido vendidos mais de 27 milhões de livros seus em todo o mundo. Em Portugal foram editadas obras como A Nave Invencível, Memórias Encontradas numa Banheira, Regresso das Estrelas, Éden, A Máscara, Fiasco e Solaris.
Como referenciar: Stanislaw Lem in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-14 21:19:58]. Disponível na Internet: