Tegucigalpa


Aspetos Geográficos
Capital e maior cidade das Honduras, Tegucigalpa localiza-se no interior sul do país, num estreito vale desflorestado atravessado pelo rio Choluteca e que atinge cerca de 990 metros de altitude. O rio separa fisicamente a cidade da sua cidade-gémea: Comayagua. Por trás da cidade ergue-se uma colina chamada de El Picacho. Graças à altitude, apesar de possuir um clima tropical, este é mais moderado e mais húmido do que áreas próximas. Possui cerca de 1 200 000 habitantes (2006).

História e Monumentos A cidade foi fundada por colonizadores espanhóis, no local de uma povoação nativa já existente, a 29 de setembro de 1578, como o nome de Real Villa de San Miguel de Tegucigalpa de Heredia. Antes e depois da independência, a cidade servia de centro mineiro de prata e ouro. O estatuto de capital foi alternando entre Tegucigalpa e Comayagua até 1880, data em que permaneceu com a primeira. A cidade manteve-se pequena e provinciana até aos anos 70, altura em que a imigração de áreas rurais foi intensa. Nos anos 80, foram construídos diversos edifícios e avenidas, assim como edifícios de maior dimensão do que era habitual. Foi também nesta altura que a cidade cresceu para fora dos seus limites, criando subúrbios pobres. Em 1998, foi seriamente danificada pelo Furacão Mitch. Os seus principais monumentos são o antigo Palácio Presidencial (atualmente um museu), a sede do Banco Centro-Americano para a Integração Económica, o campus da Universidade Nacional das Honduras (fundada em 1847) e a Basílica da Virgem de Suyapa (do século XVIII), entre outros.

Aspetos Turísticos e Curiosidades
Enquanto cidade colonial, Tegucigalpa possui diversos barrios na parte velha da cidade e colonias nas partes novas. Existem algumas avenidas, mas não no centro. À primeira vista, não é uma cidade muito virada para o turismo, mas uma visita atenta permite descobrir diversos pontos de interesse. Entre eles, destacam-se o Parque La Leona, a Catedral de San Miguel, a colina El Picacho e o seu zoo, e ainda o Chiminikee (um parque científico e museu para crianças). Apesar de tudo, não é uma cidade muito segura para turistas.


Economia
Centro administrativo, cultural e económico do país, a cidade tem uma produção industrial pequena e maioritariamente para consumo local. As suas principais produções incluem têxteis, vestuário, açúcar, cigarros, papel, cerâmica, cimento, vidro, plástico, produtos químicos e maquinaria para a agricultura. Também o comércio tem vindo a crescer de forma significativa, nomeadamente com a abertura de diversos centros comerciais. É servida pelo aeroporto internacional de Toncontin.
Como referenciar: Tegucigalpa in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-22 02:03:37]. Disponível na Internet: