Tessália

Região da Grécia que forma hoje a parte setentrional do país. Na Antiguidade os Gregos davam o nome de Tessália a uma região que coincide com o território atual. Considerada como fazendo parte da Grécia, nota-se ao longo dos tempos que a Tessália sempre viveu um pouco à margem do desenvolvimento da Grécia, no entanto foi um importante local de passagem entre a Grécia e o continente.
Existem vestígios de ocupação do Neolítico e da Idade do Bronze visíveis em fragmentos de cerâmica pintada com motivos geométricos ou de cerâmica decorada com espirais a preto sobre fundo vermelho ambas do Neolítico. Da Idade do Bronze chega-nos a cerâmica monocromática. Nesta última época a Tessália foi ocupada pelos Micénicos, que deixaram como testemunho da sua passagem os túmulos cupulados. Durante muito tempo é territórios dos Aqueus que depois foram expulsos pelos Dórios.
A Tessália foi vítima de vários conflitos internos de grande proporção. Com o ataque de Xerxes à Grécia, Tessália submete-se à Pérsia. Na guerra do Peloponeso os aristocratas, à frente do governo, tomaram o partido de Esparta, entrando em conflito com os partidos populares que apoiavam os Atenienses. Esparta venceu esta guerra e impôs um governo tirânico que irritou os Gregos, provocando a ligação dos tessalianos aos coríntios e aos tebanos contra Esparta. Em 344 a. C. Filipe da Macedónia conquista território, e a partir daí Tessália deixou de ser um país independente. Em 146 Roma, como potência reinante, agrega a Tessália à Macedónia. Já durante a Idade Média, o território foi palco de conflitos devidos às invasões dos godos, hunos e eslavos. Passou definitivamente para as mãos dos turcos depois da batalha do Kosovo em 1389 e da conquista definitiva dos Balcãs. Só muito depois, em 1881, a Tessália alcançaria a sua autonomia apesar da relutância da Turquia.
Como referenciar: Tessália in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-21 04:40:38]. Disponível na Internet: