titulação

A titulação consiste num método de análise volumétrica para determinação da concentração de uma solução mediante a utilização de uma solução padrão de concentração rigorosamente conhecida, contida numa bureta, que se adiciona lentamente à solução em análise. As duas soluções reagem rapidamente até se atingir o ponto de equivalência ou ponto final, determinado com o auxílio de um indicador ou, no caso de uma electrotitulação, pela variação súbita da condutividade ou do potencial elétrico.
A electrotitulação consiste numa titulação em que o ponto de equivalência é determinado eletricamente. As electrotitulações podem ser titulações condutimétricas (a condutividade elétrica da mistura é continuamente monitorizada à medida que se adiciona o reagente), potenciométricas (o ponto de equivalência é determinado por medição do potencial num elétrodo emerso na mistura da reação), polarográficas ou coulorimétricas.
A opção por uma das técnicas acima referidas depende de vários fatores, de entre os quais se salienta a quantidade de amostra de que se dispõe. As titulações podem ser classificadas segundo a reação química que ocorre durante a operação. Assim, consideram-se as seguintes titulações: titulação de ácido-base (usada quando a espécie química a dosear é um ácido ou uma base); titulação de precipitação (utilizada quando as reações levam à formação de precipitado); titulação de oxidação-redução (ocorre quando existe transferência de eletrões entre o titulante e o titulado) e titulação de complexação (usada quando se pretende dosear uma espécie química que origina um complexo estável).
Numa titulação, a solução de concentração conhecida é denominada por titulante sendo aquela cuja concentração se pretende determinar designada por titulado.
O titulante é adicionado ao titulado até que se atinja a quantidade estequiométrica. A titulação termina quando se atinge o ponto de equivalência ou ponto final da reação. Este é detetado pela variação de uma propriedade física ou química da solução a ser titulada, utilizando indicadores ou instrumentalmente.
Quando são usados indicadores, esta variação é facilmente detetada pelo aparecimento ou desaparecimento de uma turvação a de uma espécie corada e pela mudança de cor de um indicador.
Numa titulação ideal, o ponto final visível coincidirá com o ponto final estequiométrico. Porém, na prática, existe sempre uma pequena diferença, que constitui o denominado erro de titulação.
Como referenciar: titulação in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-26 19:24:30]. Disponível na Internet: