Tomás de Torquemada

Frade dominicano espanhol, nascido em 1420, em Valhadolide, Espanha, e falecido a 16 de setembro de 1498, no Mosteiro de São Tomás de Ávila. Era sobrinho de João de Torquemada, importante cardeal e teólogo. Ingressou na Ordem dominicana ainda jovem. Tornou-se prior do Mosteiro de Santa Cruz de Segóvia em 1452 e confessor e conselheiro dos Reis Católicos, Fernando de Aragão e Isabel de Castela, em 1474. Aquando da queda do reino muçulmano de Granada, em 1492, Torquemada foi um dos grande apoiantes da expulsão dos fiéis de Maomé, assim como de judeus, do território que era então a Espanha.
Entretanto, desde de fevereiro de 1482 que Tomás de Torquemada era um dos oito inquisidores assistentes na comissão formadora do Tribunal do Santo Ofício da Inquisição, e em 1483, por indicação dos Reis Católicos ao papa Sisto IV, Torquemada foi nomeado inquisidor geral de Castela. Iniciou então a tarefa de reorganizar a estrutura inquisitorial de uma forma extremamente rígida, que não hesitava em utilizar meios como a tortura para conseguir confissões de suspeitos de homossexualidade, heresia e de bruxaria, marranos (hebreus falsamente conversos), muçulmanos e bígamos. Foi esta uma época conturbada, em que a progressiva união dos reinos que formaram Espanha, de tendência Católica, deixava em minoria confissões como a judaica e a muçulmana. Além da promulgação de 28 artigos da sua autoria, que instituíam a forma de julgar os diferentes crimes que iam a julgamento, Torquemada tomou também a iniciativa de difundir um conjunto de orientações para a identificação de judeus e marranos, que eram castigados com punições que iam da confiscação de bens à humilhação e flagelação públicas e ao auto de fé. Foram igualmente queimadas inúmeras obras literárias e científicas escritas por autores muçulmanos e judeus. A rigidez e crueldade que causaram o sofrimento e morte de milhares de vítimas nesta época chegaram a preocupar o papa Alexandre VI, que em 1494 decidiu nomear mais quatro inquisidores auxiliares para que o poder de Torquemada diminuísse.
Exerceu o cargo de inquisidor geral até à sua morte no Mosteiro de São Tomás de Ávila.
Como referenciar: Porto Editora – Tomás de Torquemada na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-07-30 19:03:51]. Disponível em