Vila Real de Santo António

Aspetos Geográficos

O concelho de Vila Real de Santo António, do distrito de Faro, localiza-se na Região do Algarve (NUT II e NUT III). É limitado a oeste pelo concelho de Tavira, a este pelo rio Guadiana, a norte por Castro Marim e a sul pelo oceano Atlântico, ocupando uma superfície de 61,9 km2, distribuída por três freguesias: Vila Nova de Cacela, Vila Real de Santo António e Monte Gordo.
Apresenta um clima temperado mediterrânico, com verões quentes e secos e invernos suaves; a precipitação distribui-se de forma irregular ao longo do ano, concentrando-se nos meses de outono e primavera. O relevo é pouco acidentado, distinguindo-se o banco do O'Brill, a ponta da Areia, a praia de Monte Gordo e o esteiro da Carrasqueira. Como recurso hídrico destaca-se o rio Guadiana.

O natural ou habitante de Vila Real de Santo António denomina-se vila-realense.

História e Monumentos

Vila Real de Santo António é uma cidade criada em 1774 por Sebastião José de Carvalho e Melo, conde de Oeiras e marquês de Pombal.

Cacela, aldeia medieval de pescadores (também conhecida por Santo António de Arenilha), a sul de Vila Real de Santo António, foi durante muito tempo sede do concelho. Tinha por objetivo defender a entrada do rio Guadiana e era ponto de partida do território português para Espanha. Em 1242 foi conquistada aos Mouros e em 1283 recebeu foral, tendo sido elevada a sede de concelho.

Quando o marquês de Pombal decidiu criar Vila Real de Santo António, o principal objetivo era reforçar a presença portuguesa em frente à localidade espanhola de Ayamonte, do outro lado do rio Guadiana. Como esta cidade nova ficava mais próxima da fronteira com Espanha, passou a sede do concelho, em substituição de Cacela. Outro dos objetivos para a nova cidade era torná-la o centro das reais pescarias do Algarve.

Um dos obstáculos ao desenvolvimento da cidade foi o seu povoamento, o qual só foi possível quase cem anos mais tarde, quando as indústrias de conserva de peixe e de rendas, a construção do caminho de ferro e o porto se desenvolveram.

A nível do património arquitetónico e monumental destacam-se: o edifício da Câmara Municipal; a igreja matriz, que foi construída no século XVIII por ordem de D. José I, sofrendo bastantes modificações desde a sua construção - a igreja atual foi construída já no século XX; o obelisco e a Praça do Marquês de Pombal; o rádio-farol, de onde se consegue um panorama sobre toda a cidade e arredores; e a Cacela Velha, a primitiva sede do concelho, onde são também de destacar a antiga fortaleza, o antigo cemitério, a cisterna, algumas casas particulares e a Igreja Matriz.

Aquela igreja apresenta uma planta longitudinal de três naves com capelas laterais do lado norte e capela-mor retangular. A fachada principal, de pano único, com portal de arco semicircular, está ladeada de pilastras capitelizadas lavradas com grutescos a suportar a cornija arquitravada, coroada de fogaréus. Sobre o portal abre-se uma janela moderna de moldura retilínea. A fachada é rematada por uma empena. Na fachada lateral norte, sobressai o portal lateral ogival entre duas capelas; uma das capelas tem adossada a torre sineira de dois registos coroada por cupulim. As coberturas são em telhado de duas águas.

No interior, colunas com bases e capitéis oitavados, decorados com bolas e cordas, marcam os cinco tramos e suportam os arcos de perfil quebrado que recebem a cobertura em tetos de alvenaria. A capela lateral, dedicada a N. Sra. dos Mártires, tem um arco em pleno centro, ladeado pelos bustos de S. Pedro e S. Paulo, sendo coberta por uma abóbada artesoada. A capela-mor, com uma abóbada de berço, tem um retábulo de madeira policromada moderno.

Na Quinta da Nora e Herdade de Marcela encontram-se vestígios de dólmenes cobertos, rodeados de menires. Segundo a descrição do investigador Estácio da Veiga, o dólmen foi formado por escavação e dividido em três corpos distintos, contíguos e ligados por um eixo que passa pelo centro de todos na orientação nascente-poente.

Tradições, Lendas e Curiosidades

Neste concelho realizam-se, entre outras, as festas de Nossa Senhora da Encarnação, no primeiro domingo de setembro, as festas de Nossa Senhora das Dores, padroeira de Monte Gordo, no segundo fim de semana de setembro, e a Feira da Praia, dentro da primeira quinzena de outubro. O feriado municipal é a 13 de maio, dia da fundação da cidade.

A nível de artesanato destacam-se os trabalhos em cestaria, rendas de bilros, miniaturas de barcos e condessas.

Existe ainda no concelho o Centro Cultural António Aleixo, um espaço de animação cultural, onde se encontra a Galeria Manuel Cabanas, com um conjunto de xilogravuras da autoria deste artista.

Algumas das personalidades ilustres do concelho são o poeta popular António Aleixo (1899-1949) e o Marquês de Pombal, homem de Estado, responsável pela criação da cidade.

Economia

A economia do concelho tem como setor de atividade predominante o terciário, embora o setor primário mantenha também alguma importância. O setor terciário está relacionado com o turismo, que tem vindo a desempenhar um papel bastante importante na economia do concelho, sendo a principal fonte de receita, destacando-se as atividades ligadas com as praias (Montegordo) e a proximidade de Espanha.

A área agrícola ocupa cerca de 47,6% da área do concelho, predominando o cultivo de cereais para grão, frutos secos, prados, pastagens permanentes, pousio, citrinos e olival. No que diz respeito à pecuária, aves, ovinos e caprinos destacam-se como as principais espécies criadas. Este concelho tem uma baixa densidade florestal, da ordem dos 7,5% da área do concelho, que correspondem a cerca de 165 ha de floresta.

No setor secundário são de destacar as indústrias de conserva de peixe e renda - que está em decadência, tendo atingido o seu auge no século XIX -, a construção e reparação naval, indústria de mármores e artes gráficas, que se desenvolveram a partir da década 60.
Como referenciar: Vila Real de Santo António in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-26 21:34:57]. Disponível na Internet: