Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

O Livro de San Michele

Axel Munthe

Peregrinação

Fernão Mendes Pinto

1 min

Bauhaus
favoritos

Grupo de edifícios construídos por Walter Gropius (Berlim, 1883 - Boston, 1969), em Dessau (1925-26), para albergar a escola dirigida pelo próprio arquiteto, primitivamente fundada em Weimar (1919). A mudança de instalações deveu-se ao convite do burgomestre social-democrata Fritz Hesse, que se disponibilizou a acolhê-los na sua cidade. O espírito que subjaz a esta escola de artes aplicadas é a ideia de que todos os objetos deverão ser criados segundo uma elegância da forma submetida à função. Estavam assim lançadas as bases do funcionalismo, também plasmadas na nova conceção de espaço dos edifícios - horizontalidade e fluidez. A escola esteve em funcionamento até 1933, altura em que é fechada pelo regime nazi por ser um foco de ideais socialistas. Por ela passaram nomes importantes da arte moderna como Mies Van der Rohe, Kandinsky, Paul Klee, Meyer, entre outros. O conjunto é constituído por três grandes blocos onde funcionavam as salas de aulas, as oficinas e estúdios, sendo os dois primeiros blocos unidos por uma ponte de betão armado, onde se inseriam os escritórios. O bloco das oficinas é o mais monumental pela utilização de uma superfície contínua de vidro. A parede deixara de ter uma função de suporte desde a introdução do esqueleto estrutural de aço. Gropius é o primeiro arquiteto que se consegue libertar do conceito de janela e criar um espaço com o máximo de luz, tirando todo o proveito da utilização do betão armado e do vidro.
Este grupo de edifícios foi classificado Património Mundial pela UNESCO com a designação Bauhaus e as suas Edificações em Weimar e Dessau.
Edifício da Bauhaus em Dessau, Alemanha
Vista geral da "Escola de Bauhaus"
Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – Bauhaus na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-03-05 11:42:57]. Disponível em

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

O Livro de San Michele

Axel Munthe

Peregrinação

Fernão Mendes Pinto