Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

1 min

botânica
favoritos

A botânica é uma das várias áreas da biologia, ocupando-se do estudo das plantas, nomeadamente, da sua estrutura, classificação, fisiologia, distribuição e ecologia.
O campo de estudo da botânica é muito lato, não apenas devido ao número de espécies vegetais existentes e à sua ampla distribuição, mas, sobretudo, devido aos diferentes aspetos através dos quais é possível realizar o estudo das plantas. Assim sendo, podem definir-se dois ramos principais na botânica, dentro dos quais existem ainda vários sub-ramos: a botânica pura e a botânica aplicada.
A botânica pura dedica-se à caracterização das espécies vegetais existentes, abrangendo áreas desde a citoquímica (estudo das reações químicas ocorrentes dentro das células) até à caracterização das relações existentes entre diferentes espécies em ecossistemas florestais (ecologia vegetal). Os principais sub-ramos da botânica pura são.
Carvalho (<i>Quercus spp</i>) e sua distribuição em Portugal
Sobreiro (<i>Quercus suber</i>) e sua distribuição em Portugal
Papaieira, árvore com grandes folhas em forma de palma
Castanheiro (<i>Castanea sativa</i>) e sua distribuição em Portugal
Pinheiro Bravo (<i>Pinus pinaster</i>) e sua distribuição em Portugal
Alfarrobeira (<i>Ceratonia siliqua</i>) e sua distribuição em Portugal
Amendoeira (<i>Prunus dulcis</i>) e sua distribuição em Portugal
Pinheiro Manso (<i>Pinus pinea</i>) e sua distribuição em Portugal
Figueira (<i>Ficus carica</i>) e sua distribuição em Portugal
Folhas e flores de acácia
Oliveira (<i>Olea europea</i>) e sua distribuição em Portugal
Eucalipto (<i>Eucaliptus globulus</i>) e sua distribuição em Portugal
Choupo (<i>Populus spp</i>) e sua distribuição em Portugal
Azinheira (<i>Quercus ilex</i>) e sua distribuição em Portugal
-     Estudos descritivos e comparativos: morfologia vegetal (estudo da forma e estrutura); anatomia (estudo da estrutura dos órgãos); histologia (estudo da estrutura dos tecidos) e citologia (estudo das células, seus componentes e funcionamento).
-     Estudos funcionais e evolutivos: fisiologia (estudo do funcionamento dos organismos vegetais); genética (estudo dos mecanismos de transmissão da informação hereditária); filogenia (estudo da evolução dos diferentes grupos vegetais); ontogenia (estudo da evolução de um dado organismo).
-     Estudos classificativos: sistemática e taxonomia vegetal, que agrupa as diferentes espécies vegetais consoante o grau de proximidade que existe entre si, usando dados provenientes de diversas áreas, da anatomia à filogenia.
-     Estudos ecológicos e de distribuição: ecologia vegetal (estuda as relações ambientais das plantas, quer entre si, quer com o meio e com os organismos vivos de outros reinos (por exemplo, o Animal); fitogeografia (distribuição das espécies vegetais no globo e o estudo dos fatores que condicionam essa distribuição); sociologia vegetal (estudo da composição e interações existentes nas comunidades vegetais).
-     Estudos paleontológicos: paleobotânica (estudo da flora existente em eras geológicas passadas, sobretudo através do recursos aos fósseis).
A botânica aplicada, como o próprio nome indica, traduz-se na transposição dos conhecimentos da botânica pura, para a sua aplicação em atividades com interesse para o Homem, como o são a produção alimentar, gestão florestal, farmacêutica, etc.. A botânica aplicada visa a rentabilização, produtiva e económica, da exploração dos recursos vegetais, tentando promover, em simultâneo, uma exploração sustentável desses mesmos recursos.
Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – botânica na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-05-22 22:00:28]. Disponível em

Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe