Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

2 min

Cadaval
favoritos

Aspetos Geográficos
O concelho do Cadaval, do distrito de Lisboa, localiza-se no seu extremo norte, no sopé da serra de Montejunto. A cerca de 40 quilómetros de Lisboa, situa-se entre os concelhos de Azambuja a este, Alenquer a sul, Torres Vedras a sudoeste, Bombarral a oeste (distrito de Leiria), Caldas da Rainha a norte (distrito de Leiria) e Rio Maior a nordeste (distrito de Santarém). Integra-se na Região Centro (NUT II) e no Oeste (NUT III).
O concelho do Cadaval ocupa uma área de 174 km2, na qual se distribuem 10 freguesias: Alguber, Cadaval, Cercal, Figueiros, Lamas, Painho, Peral, Pero Moniz, Vermelha e Vilar.
Em 2005, o concelho apresentava 14 254 habitantes.
O natural ou habitante de Cadaval denomina-se cadavalense.
 

História e Monumentos
Neste concelho, destacam-se do seu património arquitetónico a Capela da Nossa Senhora das Neves, a Igreja Matriz do Cadaval (em honra a Nossa Senhora da Conceição), a Igreja Matriz do Cercal, a Igreja do Espírito Santo em Vermelha, a Real Fábrica do Gelo (séc. XVIII), na serra de Montejunto, e as ruínas do primeiro convento da ordem de S. Domingos (séc. XIII).
 

Brasão do concelho do Cadaval
Igreja Matriz do Cadaval ou Igreja de Nossa Senhora da Conceição
Real Fábrica do Gelo no Cadaval
Tradições, Lendas e Curiosidades
Das inúmeras festas que se realizam neste concelho destacam-se as festas anuais de verão em Boiça do Louro, Tojeira, Palhais, Figueiros, D. Durão, Vilar, Vermelha, Chão de Sapo, Murteira, Painho, Ventosa, Peral, Adão-Lobo, Sobrena, Barreiras, Alguber e Dagorda.
Igualmente se destacam a Festa Anual da Espiga (em maio), em Palhoça, Casal Cabreiro e Casais do Peral; a Festa anual de Nossa Senhora das Candeias (em fevereiro), em Corujeira; a Festa em honra da Nossa Senhora das Neves (5 de agosto); a Festa/Homenagem ao Emigrante (14 de agosto), no Cadaval; e a Festa da Adiafa das Vindimas (12 a 19 de setembro), no Cadaval.
O feriado municipal ocorre a 13 de janeiro.
O Festival da Cerveja do Oeste (16 e 17 de maio), em Murteira, a Animarte (em junho), no Cadaval, o encontro de ranchos folclóricos (13 de julho), na serra de Montejunto, o tradicional Baile das Vindimas e a eleição da Rainha das Vindimas (20 de setembro), no Cadaval, são outros eventos a considerar.
No artesanato salientam-se os trabalhos de cerâmica, a tanoaria e a cestaria.
 

Economia
A economia do concelho tem por base o setor primário, pois é no setor agrícola que se encontra a maior parte da população ativa residente. O vinho e as frutas (principalmente a pera rocha) são as produções dominantes na agricultura. A silvicultura também tem alguma importância, nomeadamente no que diz respeito à exploração do eucalipto.
Na indústria, é a extrativa (exploração de britas e basaltos) que gera mais empregos no setor secundário, conjuntamente com a de construção civil.
O comércio alimentar e misto destaca-se neste concelho, apesar de atualmente se começarem a desenvolver o comércio e os serviços não alimentares.

Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – Cadaval na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-04-15 12:57:08]. Disponível em

Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe