Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

1 min

determinismo (sociologia)
favoritos

O determinismo refere-se à ideia de que nada pode acontecer que não tenha uma causa e à crença num sistema composto todo ele por relações causais. Assim, trata-se de uma atitude que crê que o observador pode ser omnisciente e prever resultados a partir do conhecimento de dados preexistentes que assume como causas do que quer estudar.
Na Sociologia, a adoção de pontos de vista deterministas significaria aceitar que o conhecimento das estruturas sociais atuais permitiria prever com toda a exatidão os sistemas sociais do futuro. O determinismo não teve influência notória na Sociologia, mas alguns sociólogos das primeiras gerações tomaram uma atitude determinista relativamente ao pensamento de Karl Marx, quando assumiram que a diferenciação social em classes e o conflito entre elas é originado por fatores económicos e que o sistema político resulta direta e exclusivamente dessa diferenciação social.
Nas ciências sociais, a liberdade e inventividade dos atores sociais pode produzir resultados diferentes dos previstos, pelo que não se pode aceitar, nem como princípio, o automatismo da previsibilidade de resultados.
Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – determinismo (sociologia) na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-05-24 02:49:32]. Disponível em

Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe