Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

1 min

discriminação (sociologia)
favoritos

A discriminação refere-se a atitudes que prejudicam os sujeitos pertencentes a determinados grupos sociais e resulta de processos sociais que molestam os membros desses grupos. O género, a etnia, a raça, a nacionalidade, a religião, a idade, a saúde, a deficiência, a orientação sexual e a situação económica têm sido ao longo da História algumas das categorias relativamente às quais se verificou discriminação.

A discriminação comporta uma diferenciação injusta e arbitrária que tem na sua base a crença de que os indivíduos pertencentes a determinadas categorias têm maior probabilidade de possuir características indesejáveis. A discriminação direta refere-se ao tratamento menos favorável a alguém com base na sua pertença a um determinado grupo. A discriminação indireta refere-se às situações em que, apesar de não se verificar uma discriminação formal, são aplicadas condições ou requisitos que se sabe à partida não serem possuídos pela grande maioria dos elementos do grupo que se quer discriminar.

No século XX, grande número de países passou a prever na sua legislação a ilegalidade da discriminação, não só de tipo direto mas também indireto, precisamente para operacionalizar o reconhecimento de princípios básicos de igualdade.

A etnia, a raça e a nacionalidade são algumas das categorias relativamente às quais se tem verificado maior discriminação
Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – discriminação (sociologia) na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-04-22 13:42:30]. Disponível em

Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe