Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

O Livro de San Michele

Axel Munthe

Peregrinação

Fernão Mendes Pinto

2 min

Grace Kelly
favoritos

Atriz norte-americana e, depois, princesa do Mónaco, Grace Patricia Kelly nasceu a 12 de novembro de 1929, em Filadélfia, e veio a falecer, vítima de um acidente de viação, a 14 de setembro de 1982, em Monte Carlo. Filha dum abastado industrial e duma modelo fotográfica, a jovem Grace, terminados os estudos, decidiu tirar um curso de Artes Dramáticas e trabalhar como manequim. Após ter obtido sucesso quando protagonizou na Broadway a peça O Pai (1949) de August Strindberg, resolveu seguir o conselho do seu tio George Kelly, que era argumentista, e partiu para Hollywood. Aqui, entrou pela porta grande, obtendo um importante papel em Fourteen Hours (Catorze Horas, 1951), de Henry Hathaway. O realizador Fred Zinnemann reparou no seu talento e achou que ela era ideal para desempenhar o papel de sofredora esposa do Xerife Will Kane (Gary Cooper), em High Noon (O Comboio Apitou Três Vezes, 1952). O êxito do filme catapultou-a para voos mais altos: John Ford chamou-a para contracenar com Clark Gable e Ava Gardner em Mogambo (1953). O seu retrato de mulher casada mas reprimida que procura o consolo nos braços dum homem mais velho não passou despercebido aos membros da Academia que a nomearam para o Óscar de Melhor Atriz Secundária. Viria a ser Alfred Hitchcock a conduzi-la à notoriedade primeiro com Dial M for Murder (Chamada Para a Morte, 1954), depois com o célebre Rear Window (Janela Indiscreta, 1954). Em pouco mais de três anos, Grace tinha-se tornado numa das maiores estrelas de Hollywood. A consagração chegou em 1954 quando substituiu a atriz Jenniffer Jones, que entretanto engravidara, no filme Country Girl (Para Sempre, 1954). Pelo desempenho de esposa dum alcoólico, venceu o Óscar para Melhor Atriz. Durante as rodagens na Riviera francesa de To Catch a Thief (Ladrão de Casaca, 1955), teve um encontro que mudaria a sua vida: o Príncipe Rainier do Mónaco, por quem viria a apaixonar-se. Casaram-se em 1956, debaixo de grande cobertura mediática, semanas depois de Grace ter completado as filmagens de High Society (Alta Sociedade, 1956), aquele que viria a ser o seu último filme. Do casamento, resultaram três filhos: Carolina, Alberto e Stephanie. Apesar de ter anunciado a sua retirada das lides cinematográficas para se dedicar às suas funções de Princesa do Mónaco, esteve inclinada a aceitar um convite de Hitchcock para protagonizar Marnie (1964) ao lado de Sean Connery. A sua recusa veio beneficiar a atriz Tippi Hedren que ficou com o papel.
Cartaz de "Rear Window" (A Janela Indiscreta), um filme realizado por Alfred Hitchcock, em 1954, e protagonizado por Grace Kelly e James Stewart
Cartaz do filme "High Noon" (O Comboio Apitou Três Vezes, 1952), um western produzido por Stanley Kramer e protagonizado por Gary Cooper e Grace Kelly
A atriz norte-americana Grace Kelly
Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – Grace Kelly na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-03-04 12:19:12]. Disponível em
Outros artigos
ver+
Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – Grace Kelly na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-03-04 12:19:12]. Disponível em

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

O Livro de San Michele

Axel Munthe

Peregrinação

Fernão Mendes Pinto