Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

1 min

Guerra da independência dos EUA
favoritos

As treze colónias britânicas, instaladas no Norte do continente americano, revoltaram-se contra a metrópole no último quartel do século XVIII, conseguindo a independência face ao império inglês e a constituição da nação hoje conhecida como Estados Unidos da América.

A Guerra dos Sete Anos (1756-1763), na qual se envolvera a Inglaterra, proporcionou um clima favorável ao sucesso da Revolução Americana, porque este conflito desestabilizou o Governo inglês e provocou um acréscimo das despesas do Estado, que este tentou colmatar com o lançamento de um imposto - Stamp Act - aplicado às colónias norte-americanas.
Representação, por Clyde O. Deland, do momento em que a bandeira americana é hasteada no Independence Hall, Filadélfia (National Archives and Records Administration, USA)
"Franklin, Jefferson, Adams, Livingston e Sherman projetam a Declaração de Independência", por Alonzo Chappel (National Archives and Records Administration, USA)
Representação da Batalha de Lexington, por John Baker, 1882 (National Archives and Records Administration, USA)
"A Destruição do Chá no Porto de Boston", uma representação do "Boston Tea Party" de Sarony and Major, 1846 (National Archives and Records Administration, USA)
Pormenor do protesto de William Bradford ao "Stamp Act"

Este imposto provocou a indignação das colónias, que se uniram num forte movimento de contestação contra os ingleses.

Os colonos fixados tanto no Norte como no Sul do território conjugaram esforços e ultrapassaram as suas diferenças culturais e até económicas para fazer vingar os seus pontos de vista. Em setembro de 1774, organizaram o Primeiro Congresso Continental em Filadélfia, onde estavam representadas todas as colónias.

O primeiro conflito teve lugar em Lexington. Em maio de 1775 foi reunido o Segundo Congresso Continental em Filadélfia, onde George Washington assumiu o comando das operações dos colonos.

No ano seguinte o Congresso Continental apresentou a Declaração de Independência. Nesse ano travaram-se as batalhas de Long Island e de White Plains. No início de 1777 Washington conduziu a batalha de Princeton, à qual se seguiram as batalhas de Saratoga e de Monmouth.

Em 1779 os colonos já contavam com o apoio da Espanha e de França, um país muito ativo nas guerras pró-independência dos Estados Unidos e de outras futuras nações americanas.

Os conflitos prosseguiram até ser assinado o Tratado de Paris, a 3 de setembro de 1783, pelo qual Inglaterra reconhecia a independência das ex-colónias.


Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – Guerra da independência dos EUA na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-05-26 16:35:53]. Disponível em

Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe