Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

1 min

identidade (psicologia)
favoritos

Pode-se designar, num sentido lato, a identidade pelo desenvolvimento do sentido daquilo que se é, ou seja, do carácter do que é único. Este termo remete para a identidade individual e pessoal de cada indivíduo. A identidade é uma construção dinâmica da unidade da consciência de si, através das relações subjetivas, das comunicações, da linguagem e das experiências sociais. É um processo ativo, afetivo e cognitivo de representação de si no ambiente envolvente, o que implica a existência de um sentimento subjetivo de permanência e de continuidade. É indispensável ainda a existência de funções de regulação tais como a coerência e a estabilidade que são necessárias a uma adaptação às mudanças.
Este desenvolvimento é interrompido de vez em quando por crises, as chamadas crises de identidade, particularmente no período da adolescência, quando o sentido de identidade está sujeito a uma certa tensão. Assim, o choque entre os sentimentos instintivos e a obrigação social pode levar a uma perda da identidade pessoal.

Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – identidade (psicologia) na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-05-22 18:04:12]. Disponível em

Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe