Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

< 1 min

O Livro de Alda
favoritos

Segundo romance do políptico que Abel Botelho designou Patologia Social, constitui um painel patológico da sociedade portuguesa, ditado pelas pretensões científicas da estética naturalista seguida pelo autor.
A figura central do romance, Alda, prostituta e lésbica, é mais um exemplo de aberração moral e sexual.
Do ponto de vista narrativo, salienta-se a forma epistolar do romance, caso único na ficcção de Abel Botelho, pois é o protagonista, Mário, quem, em cartas dirigidas ao amigo que o salvou do suicídio, relata na primeira pessoa a história da sua relação com Alda.

Abel Botelho, por António Ramalho. Museu Nacional de Arte Contemporânea, Lisboa
Retrato de Abel Botelho, autor de "O Livro de Alda"
Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – O Livro de Alda na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-05-30 11:04:51]. Disponível em

Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe