Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

1 min

pedras preciosas
favoritos

Uma pedra preciosa consiste num mineral cristalino que se distingue pela sua beleza, pureza e cor, transparência, brilho, dureza e índice de refração da luz. As pedras preciosas mais conhecidas são diamante, corindo, safira, rubi, esmeralda, berilo, água-marinha, zircão, turmalina, topázio, opala nobre, espinela e crisólito oriental.
De modo incorreto, denominam-se pedras semipreciosas os minerais cristalinos não tão valiosos e de menor dureza, como, por exemplo, o quartzo hialiano (cristal de rocha), ametista, topázio defumado, citrino, quartzo rosa, calcedónia, crisopraso (variedade de ágata), cornalina, ágata, ónix, olho-de-gato, jaspe e heliotropo, todos eles de cor, formas e transparências diferentes, assim como a malaquite, pedra da lua, lápis-lazúli, rodonite e algumas hematites.
Modernamente já se fabricam pedras preciosas sintéticas em fornos elétricos a elevadas temperaturas, à base de material fundido que se obtém de resíduos de pedras preciosas. No caso do corindo e do cristal de rocha, entre outros, as pedras sintéticas são completamente idênticas aos produtos naturais (excetuando incrustações ou impurezas).
Cristais de uma pedra preciosa
Diamantes em exposição
Turmalinas
Par de brincos de metal com pedras incrustadas
O reflexo da luz ou o brilho em pedras preciosas
As pedras preciosas utilizam-se em joalharia e em peças para instrumentos de precisão e ainda na fabricação de abrasivos.
Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – pedras preciosas na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-04-13 19:55:55]. Disponível em

Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe