Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

1 min

Ponte de Bénézet (1177-1185)
favoritos

A ponte de Bénézet está associada a uma lenda do século XIII, que conta a história de um pastor de Vivarais que ouviu uma voz que lhe ordenava que construísse uma ponte sobre o rio Ródano, em Avinhão. Ao chegar à vila este foi mal recebido pela população, sendo forçado a mostrar as suas boas intenções. Para tal elevou uma grande pedra que transportou até junto do Ródano. A população, convencida de que fora tocado pela mão divina, auxiliou-o na tarefa de construir a ponte.

Segundo a lenda, a edificação da ponte foi iniciada em 1177 e as obras prolongaram-se apenas por oito anos. No ano de 1185 estava terminada uma ponte de 920 metros e 22 arcos. Esta veio a tornar-se muito importante, com a perda da ponte de Arles, o único ponto de contacto sobre o Ródano que ligava Lyon ao mar.

Esta vila atraía mercadores e viajantes e terá tido alguma influência na escolha de Avinhão para sede dos papas no século XIV. Em 1226 a ponte foi quase inteiramente destruída, sendo reconstruída pouco depois. Os trabalhos de recuperação continuaram no século XVII e em 1633 estava já utilizável. A ponte ameaçava ser levada pelas águas e as relíquias de St. Bénézet foram transferidas para a capela de S. Nicolau em 1674. Estas foram depois depositadas no Mosteiro dos Celestinos.
Em 1791 foram profanadas, delas restando apenas alguns vestígios guardados na catedral de Notre-Dames-des-Doms. Da ponte subsistem quatro arcos e a torre de Filipe o Belo.

Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – Ponte de Bénézet (1177-1185) na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-06-22 11:13:04]. Disponível em
Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – Ponte de Bénézet (1177-1185) na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-06-22 11:13:04]. Disponível em

Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe