Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

1 min

rotífero
favoritos

Os rotíferos, metazoários microscópicos, devem o seu nome a uma característica coroa ciliada, que quando se agita, se assemelha a uma roda. Os tamanhos dos rotíferos variam entre os 40 µm e os 3 mm de comprimento, mas a maior parte mede entre 100 e 500 µm de comprimento.

Muitos são coloridos, enquanto outros são transparentes e outros têm formas bizarras. Estas formas estão muitas vezes relacionadas com o seu modo de vida. Os flutuadores são em geral globulares ou em forma de bolsa; os rastejantes e nadadores são alongados ou vermiformes. Alguns são coloniais.

Os rotíferos são um grupo muito variado com cerca de 1800 espécies, algumas das quais com distribuição universal. Algumas espécies habitam em águas doces, outras em águas marinhas, algumas são terrestres e algumas são epizoicas (vivem no corpo de outro ser vivo) ou parasitas. Estão adaptadas às mais diversas condições ecológicas. Podem ser bentónicos ou pelágicos. Muitas espécies de rotíferos podem resistir a longos períodos de dessecação, durante os quais parecem grãos de areia. Quando nesta situação, resistem a grandes variações de temperatura, especialmente aquelas formas que habitam nos musgos. Quando a água volta a envolvê-los, os rotíferos retomam a sua atividade.

Os rotíferos apresentam simetria bilateral, uma verdadeira segmentação, três camadas germinativas formadas geralmente por um número fixo de células. O corpo mais ou menos cilíndrico apresenta um disco ciliado anterior e um "pé" bifurcado no externo posterior. A parede do corpo é um sincício coberto por uma cutícula dura. Possuem aparelho digestivo com sistema triturador complexo (Mastak). O aparelho excretor é constituído por dois protonefrídios enrolados e ramificados com células flamíferas. Os sexos são separados. Como grupo, os rotíferos adultos apresentam uma grande variedade de estruturas, o que sugere uma longa história geológica. Infelizmente não se conhecem fósseis, provavelmente devido ao seu pequeno tamanho e à falta de um esqueleto duro.

Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – rotífero na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-05-29 18:10:00]. Disponível em

Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe