Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

2 min

telefone
favoritos

O telefone é um sistema capaz de enviar som (normalmente a voz humana) a longa distância. Foi inventado em 1876 pelo norte-americano Alexander Graham Bell, embora em 2002 a Câmara dos Representantes dos EUA tenha reconhecido o italiano Antonio Meucci como o verdadeiro precursor do moderno telefone. Um terminal telefónico é constituído essencialmente por um microfone, um auscultador e uma unidade de marcação de dígitos. O microfone transforma as ondas sonoras em sinais elétricos, que são transmitidos para a rede telefónica. O auscultador realiza a operação inversa.

O estabelecimento de uma chamada dá-se após a fase de sinalização, durante a qual existe um conjunto de procedimentos que permite estabelecer uma ligação (um percurso) entre dois telefones. Este processo consiste essencialmente na troca de sinais entre um telefone e uma central telefónica e entre centrais telefónicas. As técnicas mais vulgares para a marcação dos dígitos são a marcação decádica e a marcação por multifrequências.

Telefone público em cabina de proteção para exteriores
Esquema de uma rede telefónica
Telefone comum para espaços interiores
Operadoras de uma central telefónica analógica
No caso da primeira, o telefone possui um sistema (um disco mecânico nos telefones mais antigos, substituído por um circuito eletrónico nos mais modernos) que interrompe a linha de transmissão a uma cadência certa, tantas vezes quantas o algarismo indicado pelo dígito que se está a marcar. Desta forma, a linha é interrompida uma vez para o dígito "1", duas para o "2" e assim sucessivamente. No caso do dígito "0", a linha é interrompida dez vezes. O intervalo de marcação entre dois dígitos é sempre superior ao de qualquer impulso, o que permite distinguir dois dígitos consecutivos.

A marcação por multifrequências é uma técnica mais recente que se baseia no uso de frequências (de um sinal elétrico) diferentes para cada dígito. O quadro seguinte representa as frequências usadas na sinalização por multifrequências.


Cada dígito é codificado como combinação de duas frequências. Quando a tecla correspondente a um dígito é premida, são geradas as duas frequências correspondentes e enviadas, simultaneamente, para a linha.

O pousar do auscultador interrompe a linha de transmissão, o que impede a circulação da corrente elétrica necessária ao suporte do sinal telefónico, e o levantar estabelece um circuito fechado, permitindo a circulação dessa corrente.
Durante a fase de sinalização, é verificado se existem recursos suficientes para o sucesso da chamada e impede-se que aquelas já em curso sejam afetadas pela nova chamada.

O telefone conheceu um grande desenvolvimento com o advento da era digital, resultante das pesquisas por uma cada vez maior qualidade nas telecomunicações.

Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – telefone na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-06-22 03:14:44]. Disponível em

Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe