Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

O Livro de San Michele

Axel Munthe

Peregrinação

Fernão Mendes Pinto

1 min

Tetuão
favoritos

A cidade de Tetuão fica situada no vale fértil de Martil, rodeada de montanhas, próxima do rio Tânger.
Situa-se numa área predominantemente agrícola, constituindo um centro de comércio, nomeadamente de produtos agrícolas, sementes, tabaco e citrinos.
A primeira designação de Tetuão terá sido de Tamouda, até ao ano 42 a. C., quando foi destruída e conquistada pelos romanos, que são responsáveis pelo traçado da cidade, originário do século III.
A cidade foi fundada por volta de 1305, por Merimid Abou Tabit. Primeiramente, serviu como base de operações contra Sebta e depois tornou-se um local de piratas, até que os espanhóis a destruíram.
Foi repovoada no século XVI pelos muçulmanos e pelos judeus que foram perseguidos na Andaluzia. A cidade prosperou no reinado de Moulay Ismail e, tal como Rabat, tornou-se um centro cultural. Posteriormente, passou para o domínio espanhol, tornando-se a capital do protetorado espanhol até à sua independência, em 1956.
Tetuão está incluída na lista de cidades consideradas Património Mundial, dado que a sua morfologia é muito típica e bem preservada. As ruas da cidade confluem em pequenas praças, que são centros de intensa atividade, sendo de destacar a Praça Hassan II, situada no local onde se encontram a cidade moderna e a cidade histórica. À semelhança do que acontece na Andaluzia, na praça existem vários quiosques e fontes, constituindo um espaço público importante.
Na cidade existem vários monumentos, como o forte, com a cerca preservada, vários mosteiros, fontes e o antigo Palácio de Kalifa. Possui também dois museus: o Museu Arqueológico, fundado em 1943, possui antiguidades datadas do século I a. C., como o mosaico romano, moedas e cerâmicas, e inclui ainda uma biblioteca com mais de 60 000 volumes dedicados à preservação da literatura norte-africana; e o Museu Etnográfico, de 1948, que é uma referência às tradições e costumes ligados às cerimónias de casamento e ao modo de vida da população marroquina. Possui ainda um Conservatório e uma Escola de Arte Marroquina.
Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – Tetuão na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-03-02 19:05:59]. Disponível em

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

O Livro de San Michele

Axel Munthe

Peregrinação

Fernão Mendes Pinto