Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

1 min

Trasíbulo
favoritos

General e político ateniense nascido cerca de 445 a. C. Representante da fação democrática moderada, era trierarca em Samos na mesma altura em que, em Atenas, estava no poder o conselho dos Quatrocentos (junho de 411 a. C.).

Trasíbulo conseguiu impedir que os partidários da oligarquia se apoderassem da frota e as tripulações, de sentimentos tradicionalmente democráticos, elegeram-no estratega. Com a ajuda de Alcibíades, chamado do exílio, venceu a batalha naval de Cinossema, Abido e Cízico (411-410) e reconquistou para Atenas os rebeldes Taso e Abdera (408-407). A subida ao poder, em Atenas, dos Trinta Tiranos (depois de um período moderado imposto por Alcibíades) determinou o afastamento de Trasíbulo (404 a. C.). Todavia, partindo de Tebas com 70 exilados políticos e atingindo a fronteira ática, tomou o Pireu com novos seguidores e venceu os Trinta em Muníquia (403 a. C.): o rei espartano Pausânias, que tinha vencido Lisandro, julgou então oportuno que Esparta fosse mediadora de um processo de paz e Trasíbulo pôde restaurar a democracia (403 a. C.) evitando lutas de civis. Em 395 a. C., fazendo Atenas alinhar com Tebas, renovou a luta contra Esparta e, durante a guerra de Corinto, foi, com Cónon, artífice do renascimento de Atenas: com a vitória naval de 389-388 restabeleceu a influência ateniense sobre o Egeu e sobre as cidades da Ásia Menor, levando a cabo uma política imperial mais democrática, antecipadora da segunda liga marítima (378-377).

Morreu durante uma expedição a Panfília, enquanto procurava arranjar recursos financeiros, no cerco de Aspendo em 388 a. C.
O louvor do aristocrático Xenofontes é o melhor reconhecimento das obras de Trasíbulo, um dos poucos a compreender que o ideal da liberdade precisava já de uma estrutura que ultrapassasse o âmbito circunscrito das cidades-estados. É digna de menção a sua iniciativa, revolucionária para a época e, por isso mesmo, rejeitada, de conceder a cidadania ateniense a todos aqueles, escravos incluídos, que tinham lutado pela democracia em 403 a. C.

Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – Trasíbulo na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-06-25 10:36:01]. Disponível em

Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe