Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe

1 min

túlio
favoritos

O túlio, cujo símbolo químico é Tm, é um elemento químico sólido, metálico, macio, maleável, dúctil, estável no ar, mas deve ser protegido da humidade, pertencente ao grupo dos metais das terras raras (lantanídeos), de cor branco-prateada, que se localiza no grupo 3 e período 6 da Tabela Periódica.
Este elemento possui número atómico 69 e massa atómica 168,934 21.

Do grupo dos metais das terras raras é o elemento menos abundante, sendo tão raro como a prata, o ouro ou o cádmio.
O metal branco-prateado de túlio é eletropositivo e reage lentamente com a água fria e muito rapidamente com a água quente formando hidróxido de túlio (Tm(OH)3) e hidrogénio gasoso.
O túlio também reage com todos os halogéneos formando haletos de túlio.

O túlio dissolve-se instantaneamente no ácido sulfúrico diluído e origina a formação de soluções contendo o ião verde Tm(III) e libertação de hidrogénio gasoso.
O túlio foi descoberto em Uppsala na Suécia, em 1879, pelo cientista sueco Per Theodor Cleve quando este trabalhou com o óxido de érbio (érbia) e descobriu que o óxido de túlio (hólmio) estava presente como uma impureza da érbia. O nome do elemento deriva de Thule, antiga designação da Escandinávia.

O túlio é um metal existente comercialmente e, portanto, não é comum produzi-lo em laboratório, isto também porque há grande dificuldade em separá-lo do metal puro.
Os lantanóides (grupo de metais das terras raras), dos quais faz parte o túlio, são encontrados na Natureza em alguns minerais. Os principais minérios do túlio são a xenotima, a monazite, a apatite e a bastenaesite.

Os compostos de túlio raramente são encontrados em pessoas. Todos estes compostos são altamente tóxicos, embora demonstrações iniciais possam sugerir que o risco é limitado.
O pó de metal pode provocar risco de fogo e explosão.
O túlio tem sido usado em ligas para a tecnologia nuclear porque é um absorvente de neutrões.
O bombardeamento de túlio-169 num reator nuclear pode ser usado como fonte de radiação em equipamentos portáteis de raios X.
O túlio natural pode ainda ser usado em materiais cerâmicos magnéticos para equipamentos que trabalham com micro-ondas.

Partilhar
  • partilhar whatsapp
Como referenciar
Porto Editora – túlio na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2024-05-30 10:29:34]. Disponível em

Geração D

Carlos de Matos Gomes

Amar em caso de emergência

Vera dos Reis Valente

Deus na escuridão

Valter Hugo Mãe