Livros e Autores

Weyward

Emilia Hart

O perigo de estar no meu perfeito juízo

Rosa Montero

Os segredos de Juvenal Papisco

Bruno Paixão

bur.roˈbuʀu
nome masculino
1.
ZOOLOGIA (Equus asinus) mamífero quadrúpede, da família dos Equídeos, de aspeto similar ao do cavalo mas menos corpulento e com orelhas mais compridas, geralmente com pelagem acastanhada ou acinzentada, tradicionalmente utilizado como animal de carga e tração; asno, jerico, jumento
2.
animal usado para transportar carga; cavalgadura
3.
cavalete em que se prende a madeira que se pretende serrar; burra
4.
jogo de cartas
5.
pessoa que perde nesse jogo de cartas
6.
antiquado, gíria académica tradução literal de um autor para auxílio dos estudantes; pai-velho
7.
ICTIOLOGIA nome vulgar extensivo a uns peixes teleósteos, da família dos Labrídeos, alguns dos quais também conhecidos por bodião, chalrão, maragota, etc.
8.
inflamação nos lábios
9.
figurado indivíduo estúpido ou teimoso, imbecil
adjetivo
estúpido
figurado burro de carga
pessoa que trabalha demasiado ou que faz o trabalho dos outros
burro de sorte
felizardo
(provérbio) burro morto, cevada ao rabo
casa roubada, trancas na porta
dar com os burros na água
ser malsucedido, fracassar
estar com os burros
estar mal-humorado
vozes de burro não chegam ao céu
palavras ocas não merecem atenção
Do latim burru-, «ruço; ruivo»
burro
Presente do Indicativo do verbo burrar
eu
burro
tu
burras
ele, ela, você
burra
nós
burramos
vós
burrais
eles, elas, vocês
burram
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – burro no Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2023-04-01 21:03:14]. Disponível em
enviar comentário ou sugestão

Língua Gestual Portuguesa

ver a entrada burro

ver

Provérbios

  • A burro velho, albarda nova.
  • Albarda-se o burro à vontade do dono.
  • Antes cão vivo que burro morto.
  • Antes quero burro que me leve do que cavalo que me derrube.
  • Burro com fome, cardos come.
  • Burro mau, indo para casa, corre sem pau.
  • Burro morto, cevada ao rabo.
  • Burro velho não aprende.
  • Burro velho não aprende línguas.
  • Burro velho não recebe ensino.
  • Burro velho não toma andadura, e se a toma pouco lhe dura.
  • Burro velho quer erva tenra.
  • Burro velho, palha nova.
  • Chove tanto, que até os burros bebem de pé.
  • Criado que faz o seu dever, orelhas de burro deve ter.
  • De burros não se espera senão coices.
  • De noite, à vela, a burra parece donzela.
  • É mais fácil ao burro perguntar que ao sábio responder.
  • Em janeiro todo o burro é sendeiro.
  • Enquanto o burro bebe, bebe também o almocreve.
  • Filho de burro não sai cavalo, nem de cabrito sai bode.
  • Filho de burro um dia dá coice.
  • Flor no peito, burro perfeito.
  • Gente nova e burros velhos botam o mundo a perder.
  • Há muitos burros do mesmo pelo.
  • Mais vale burro são que sábio doente.
  • Não compres burro de recoveiro, nem cases com filha de estalajadeiro.
  • Não é por grandes orelhas que o burro vai à feira.
  • Não é por um burro dar um coice que se lhe corta a perna.
  • Não há comida abaixo da sardinha nem burro abaixo da jumenta.
  • Não se dão pérolas a porcos, nem se sustentam burros à argola.
  • Por o burro dar o coice, não se lhe corta a pata.
  • Quando um burro fala, o outro cala.
  • Quando um burro fala, os outros baixam as orelhas.
  • Quem tem burro e anda a pé, mais burro é.
  • Quem traz filho na escola, traz burro à argola.
  • Só os burros não mudam.
  • Sonhar com burro a comer, são amores a pretender.
ver+
Artigos
ver+
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – burro no Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2023-04-01 21:03:14]. Disponível em
enviar comentário ou sugestão
Livros e Autores

Weyward

Emilia Hart

O perigo de estar no meu perfeito juízo

Rosa Montero

Os segredos de Juvenal Papisco

Bruno Paixão