caldo

cal.do
ˈkaɫdu
nome masculino
1.
CULINÁRIA alimento líquido que se prepara fazendo cozer em água certas substâncias alimentícias (hortaliça, carne, peixe, arroz, batata), com condimentos apropriados
2.
líquido para cultura de micróbios
3.
coloquial pancada que se dá na nuca ou no pescoço de alguém com a palma da mão aberta
4.
regionalismo couves, nabiças, hortaliça
adjetivo
quente, cálido
BIOLOGIA caldo de cultura
1.
composição química de nutrientes usada para promover o nascimento, reprodução e crescimento de microrganismos, células ou tecidos em meio de cultura
2.
figurado mistura de elementos de ordem psicológica, antropológica, sociológica, política ou cultural que constituem o ambiente propício para a geração de factos, tendências, perspetivas ou opiniões de um indivíduo, grupo ou sociedade
temos o caldo entornado
temos desavença, está tudo em desacordo, está tudo desarranjado, estragado
Do latim calĭdu- ou caldu-, «quente»
ANTÓNIMOS
VER +
VER +
ANAGRAMAS
caldo
forma do verbo caldar
1.ª pessoa do singular do presente do indicativo
eu caldo
Como referenciar: Porto Editora – caldo no Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-08-04 04:16:40]. Disponível em

PROVÉRBIOS

  • Caldo de nabos não o bebas nem o dês a teus irmãos.
  • Caldo que muito ferve, o sabor perde.
  • Caldo requentado faz mal a doente.
  • Caldo sem sal, faz de conta que não tens manjar.
  • Come caldo, vive em alto, anda quente, viverás longamente.
  • De amigo reconciliado e de caldo requentado, nunca bom bocado.
  • É mau o caldo que muita gente tempera.
  • Galinha velha, faz bom caldo.
  • O caldo enquanto está na panela chega para todos.
  • Prudência e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém.
  • Quem quiser o homem morto, dá-lhe caldo de couves em agosto.
VER +