carne

car.ne
ˈkarn(ə)
nome feminino
1.
parte mole, entre a pele e os ossos, do ser humano e dos animais, principalmente o tecido muscular
2.
tecido muscular de animais usado na alimentação
3.
parte comestível de diversos frutos; polpa
4.
parte compacta do corpo frutífero dos cogumelos
5.
a parte material do ser humano (por oposição ao espírito)
6.
natureza sensual do ser humano; instinto sexual
7.
relação de parentesco em que há um ascendente comum; consanguinidade
carne branca
carne que apresenta uma coloração clara (como a do frango, peru ou coelho)
carne verde
carne fresca, que não sofreu qualquer processo de conservação
carne vermelha
carne que apresenta uma coloração avermelhada (como a do boi ou porco)
em carne e osso
em pessoa
em carne viva
sem pele
sentir na própria carne
sentir intensamente os efeitos adversos de alguma coisa
ser carne para canhão
1.
ser usado como dispensável em cenário de guerra, tendo a morte como certa
2.
ser usado em algo que não tem sucesso; ser usado em vão
ser de carne e osso
ser uma pessoa com sentimentos e necessidades como qualquer ser humano
ser unha e carne com alguém
ser muito amigo de alguém
Do latim carne-, «idem»
carne
forma do verbo carnar
1.ª pessoa do singular do presente do conjuntivo
eu carne
3.ª pessoa do singular do presente do conjuntivo
ele, ela, você carne
3.ª pessoa do singular do imperativo
carne ele, ela, você
Como referenciar: Porto Editora – carne no Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-19 16:13:03]. Disponível em

PROVÉRBIOS

  • A carne do acém é pouca mas sabe bem.
  • Almoço cedo cria carne e sebo; almoço tarde, nem sebo nem carne.
  • Carne de acém é pouca e sabe bem, mas não é para quem filhos tem.
  • Carne de cão, em três dias fica sã.
  • Carne de hoje, pão de ontem e vinho de outro verão fazem o homem são.
  • Carne de peito, sem proveito.
  • Carne magra, de porco gordo.
  • Carne mal lograda, cozida e não assada.
  • Carne nova, de vaca velha.
  • Carne que baste, vinho que farte e pão que sobre.
  • Carne sem osso, proveito sem trabalho.
  • Da carne faz o guisado, das peles guisa o engano.
  • Do peixe a pescada, da ave a perdiz, da carne a vitela.
  • Fraco é o cão que não come a carne que lhe dão.
  • Gado que não puxa não dá boa carne.
  • Não há amor como o primeiro, nem pão como o alvo, nem carne como a de carneiro.
  • Não há carne perdida a não ser lebre assada e perdiz cozida.
  • Pão de hoje, carne de ontem e vinho do outro verão fazem o homem são.
  • Pão que sobre, carne que baste, vinho que falte.
  • Quem come cedo, cria carne e sebo.
  • Quem come tarde, não cria sebo nem carne.
  • Quem comeu a carne, que lhe roa os ossos.
  • Se mal jantas e pior ceias, minguam as carnes e crescem-te as veias.
  • Se queres criar carne e sebo, deita-te tarde e levanta-te cedo.
VER +

CITAÇÕES

  • "O estilo está tanto nas palavras como dentro delas. É igualmente a alma e a carne de uma obra."Gustave Flaubert
  • "Amar é saborear nos braços de um ente querido a porção de céu que Deus depôs na carne."Victor Hugo