carneiro

1
2
car.nei.ro
carneiro1
kɐrˈnɐjru
nome masculino
1.
ZOOLOGIA designação comum, extensiva aos mamíferos ruminantes do género Ovis, da família dos Bovídeos, que inclui uma espécie domesticada (Ovis aries), útil sobretudo pela carne e lã que fornece
2.
ZOOLOGIA macho da espécie domesticada (Ovis aries), que apresenta numerosas raças
3.
carne deste macho, da sua fêmea ou da sua cria, usada na alimentação
4.
pele ou lã deste animal
5.
figurado pessoa sem vontade própria, que faz o que vê fazer e se deixa influenciar facilmente
6.
(mar) cada uma das pequenas ondas de crista espumosa, formadas por ação de brisa forte
7.
cada uma das pequenas nuvens brancas que surgem no céu, fazendo lembrar um rebanho
8.
ver aríete
9.
ZOOLOGIA ver gorgulho
10.
[com maiúscula] ASTRONOMIA primeira constelação do zodíaco, situada no hemisfério norte e constituída por várias estrelas duplas, triplas e quádruplas, também chamada Áries
11.
[com maiúscula] ASTROLOGIA primeiro signo do zodíaco, de 21 de março a 19 de abril
carneiro hidráulico
aparelho usado para elevar a água, movido pela própria força da corrente
olhos de carneiro mal morto
1.
olhos inexpressivos
2.
olhar amoroso, lânguido
Do latim *carnariu- [animale-] «[animal] de boa carne»
carneiro2
kɐrˈnɐjru
nome masculino
1.
depósito onde se guardam ossos humanos; ossário
2.
sepultura; cova
3.
cemitério
Do latim carnariu-, «local reservado para carnes»
ANAGRAMAS
Como referenciar: Porto Editora – carneiro no Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-19 09:06:37]. Disponível em

PROVÉRBIOS

  • A carneiro capado não apalpes o rabo.
  • A lã nunca pesou ao carneiro.
  • Até ao Natal salto de pardal, de Natal a janeiro salto de carneiro e de janeiro a fevereiro salto de outeiro.
  • De manhã em manhã, perde o carneiro a lã.
  • Do Natal a janeiro, um salto de carneiro.
  • De Santa Luzia ao Natal, um salto de pardal, de Natal a janeiro, um salto de carneiro.
  • Goraz de janeiro, vale um carneiro.
  • Lá vem fevereiro, que leva a ovelha e o carneiro.
  • Luar de janeiro faz sair a galinha do poleiro, lá vem fevereiro que leva a galinha e o carneiro.
  • Não há amor como o primeiro, nem pão como o alvo, nem carne como a de carneiro.
  • Os pintos nascidos em janeiro, comem um boi e valem um carneiro.
  • Pescada de janeiro, vale carneiro.
VER +