chuva

chu.va
ˈʃuvɐ
nome feminino
1.
METEOROLOGIA forma de precipitação de água no estado líquido sob a forma de gotas, provenientes da condensação do vapor de água existente na atmosfera
2.
figurado tudo o que vem ou cai em grande abundância
3.
Brasil embriaguez
chuva ácida
chuva contaminada por dissolução de elementos gasosos (gás sulfúrico e nítrico) que poluem a atmosfera
ASTRONOMIA chuva de estrelas
fenómeno luminoso provocado pelo cruzamento da atmosfera por um grupo de meteoros com trajetórias aproximadamente paralelas, que, a partir da superfície terrestre, parecem cair de um mesmo ponto do céu
popular chuva molha-tolos
chuva ligeira; chuvisco
METEOROLOGIA chuvas convectivas
chuvas provenientes da ascensão do ar em contacto com a superfície aquecida da terra
METEOROLOGIA chuvas de convergência
chuvas provenientes da ascensão do ar na zona de convergência intertropical
METEOROLOGIA chuvas frontais
chuvas associadas à ascensão do ar nas superfícies frontais das depressões das latitudes médias
METEOROLOGIA chuvas orográficas
chuvas originadas pela ascensão do ar ao longo de uma vertente
estar na chuva
estar embriagado
Do latim pluvĭa-, «chuva»
Como referenciar: chuva in Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-19 03:00:05]. Disponível na Internet:

PROVÉRBIOS

  • A chuva de agosto apressa o mosto.
  • Arco-íris contra a serra, chuva na terra; arco-íris contra o mar, tira os bois e põe-te a lavrar
  • Aurora ruiva, ou vento ou chuva.
  • Boa noite após mau tempo, traz depressa chuva ou vento.
  • Céu pardacento, ou chuva ou vento.
  • Céu pedrento, ou chuva ou vento.
  • Chuva da Ascensão dá pão.
  • Chuva de agosto, apressa o mosto.
  • Chuva de fevereiro, vale por estrume.
  • Chuva de Levante, não deixa coisa constante.
  • Chuva de sábado, nunca acaba.
  • Chuva de São João, tira o vinho e o azeite e não dá pão.
  • Chuva do Norte, não molha capote.
  • Chuva em janeiro e sem frio, vai dar riqueza ao estio.
  • Chuva miúda e neve aturada, são bom alimento de terra lavrada.
  • Chuvas na Ascensão, das palhinhas fazem pão.
  • De Todos os Santos ao Advento, nem muita chuva nem muito vento.
  • Do Norte se a chuva é grossa o vento é fraco.
  • É mau de contentar quem quer sol na eira e chuva no nabal.
  • Espirro de bode é sinal de chuva.
  • Geada na lama, chuva na cama.
  • Há sol que rega e chuva que seca.
  • Lágrimas de sermão e chuva de trovoada caem na terra e não valem nada.
  • Lua à tardinha com anel, dá chuva à noite a granel.
  • Manhã ruiva ou vento ou chuva.
  • Não tenhas medo ao frio nem à geada, senão à chuva porfiada.
  • Nuvens ao nascente, chuva de repente.
  • Páscoa molhada, chuva abençoada.
  • Passa o vento, fica a chuva.
  • Quando os porcos bailam, adivinham chuva.
  • Quem anda à chuva, molha-se.
  • Relâmpagos ao norte, vento forte; se do sul vem, chuva também.
  • Ruivas ao nascente, chuva de repente.
  • Ruivas de manhã, chuva pela tarde, ruivas de tarde, sol pela manhã.
  • Se chove, chuva, se neva, neve, que se não há vento, não faz mau tempo.
  • Se vem chuva e depois vento, põe-te em guarda e toma tento.
  • Sol de inverno e chuva de verão, não me enganarão.
  • Sol na eira, chuva nas couves.
  • Sol na eira, chuva no nabal.
  • Sol na eira e chuva no nabal, seria o ideal.
  • Tanta chuva pelas Candeias, tantas abelhas para as colmeias.
  • Tempo traz tempo e chuva traz vento.
  • Trovão longe, chuva perto.
  • Vento de março e chuva de abril, vinho a florir.
  • Vento suão, chuva na mão: de inverno sim, de verão não.
  • Vermelho ao nascente, chuva de repente.
VER +