conselho

/ê/
con.se.lho
kõˈsɐ(j)ʎu, kõˈseʎu
nome masculino
1.
opinião que se emite sobre o que convém fazer; parecer; sugestão
2.
proposta
3.
prudência; tino; juízo
4.
resolução; determinação
5.
incitação resultante de um acontecimento ou sentimento; impulso
6.
corpo consultivo junto de certas repartições de administração pública
7.
reunião de pessoas que deliberam sobre assuntos públicos ou particulares
8.
corpo coletivo que parecer sobre determinados assuntos públicos
9.
antiquado pagamento ao advogado pelo serviço prestado
conselho científico
grupo de professores doutorados de uma faculdade ou universidade
conselho de administração
grupo de administradores de uma empresa, ou seus representantes, encarregados da gestão dos negócios
conselho de família
órgão de tutela e administração dos bens de um menor ou de um indivíduo declarado incapaz sujeito ao regime de tutela
conselho de ministros
reunião de ministros sob a presidência do primeiro-ministro
conselho disciplinar
reunião de professores, delegados de turma e representantes dos encarregados de educação para tratar de problemas de comportamento ou disciplina
Do latim consilĭu-, «deliberação; assembleia»
Como referenciar: conselho in Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-10 03:08:20]. Disponível na Internet:

PROVÉRBIOS

  • A novo feito, novo conselho.
  • Água e conselhos, só se dão a quem os pede.
  • Ainda que sejas prudente e velho, não desprezes o conselho.
  • Bom conselho desprezado, há de ser muito lembrado.
  • Bons amigos, bons conselhos.
  • Conselho de amigo, aviso do céu.
  • Conselho de raposas, morte de galinha.
  • Conselho de vinho, é falso caminho.
  • Conselhos e água só se dão a quem os pede.
  • Do teu amigo o primeiro conselho.
  • Fica sempre o rifão e o bom conselho não.
  • Homem apaixonado não ouve conselhos.
  • Mal alheio dá conselho.
  • Não domes potro, nem tomes conselho de louco.
  • Nem de malva bom vencelho, nem de esterco bom odor, nem de moço bom conselho, nem de prostituta bom amor.
  • Nem de sabugueiro bom vencelho, nem de cunhado bom conselho.
  • Nem de sobreiro bom vencelho, nem de cunhado bom conselho.
  • O conselho na almofada e a execução na estrada.
  • Quem dá o conselho, não dá o remédio.
  • Quem não aceita conselho, não merece ajuda.
  • Se queres bom conselho, pede-o a homem velho.
  • Todos os conselhos ouvirás, só o teu não deixarás.
  • Um conselho só: causa inveja, não causes dó.
VER +