dormir

dor.mir
durˈmir
verbo intransitivo
1.
estar entregue ao sono
2.
repousar; descansar
3.
conservar-se imóvel
4.
coloquial não atuar quando preciso
verbo transitivo
1.
dedicar ao sono
2.
partilhar a mesma cama ou o mesmo quarto com
3.
passar a noite em
4.
coloquial ter relações sexuais com
nome masculino
estado de quem dorme; sono
dormir a sono solto
dormir profundamente
dormir à sombra da bananeira
ficar à sombra de êxitos passados, não progredir
coloquial dormir na forma
estar distraído
dormir o sono eterno
estar morto
dormir o sono dos justos
descansar muito e bem
andar a dormir
estar desatento ou distraído
Do latim dormīre, «idem»
VER +
VEJA TAMBÉM
VER +
Como referenciar: dormir in Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-28 23:54:31]. Disponível na Internet:

PROVÉRBIOS

  • As manhãs de abril são doces de dormir.
  • Caranguejo que dorme a maré o leva.
  • Dorme o menino para crescer e o velho para morrer.
  • Dormem no mesmo colchão, são da mesma opinião.
  • Dormir de janela aberta, constipação quase certa.
  • Em abril vai a velha onde quer ir, mas a sua casa vem dormir.
  • Em dezembro lenha e dorme.
  • Em março, tanto durmo como faço.
  • Lenha verde mal se acende, quem muito dorme pouco aprende.
  • Manhãs de abril, boas de andar, doces de dormir.
  • março, tanto durmo como faço.
  • Não acordes cão que dorme.
  • O ciúme infindo às vezes acorda o que está dormindo.
  • O moço a dormir sara e o velho acaba.
  • Pouco aprende quem muito dorme.
  • Quatro horas dorme o santo, cinco o que o não é tanto, seis o estudante, sete o caminhante, oito o porco e nove o morto.
  • Quem ama não dorme.
  • Quem com maus vizinhos vizinhar, com um olho há de dormir e com outro vigiar.
  • Quem come, melhor dorme.
  • Quem dorme com os olhos abertos, não tem amores certos.
  • Quem dorme, dorme-lhe a fazenda.
  • Quem dorme quente, pulgas não sente.
  • Quem dorme sem ceia, toda a noite esperneia.
  • Quem dormir ao sol de agosto, tem desgosto.
  • Quem muito dorme, pouco aprende.
  • Quem não dorme, não cresce.
  • Quem pensa, não dorme.
  • Quem se deita a dormir, acaba a pedir.
  • Raposa que dorme, não apanha galinhas.
  • Se bêbado te vires sentir, foge à companhia e vai dormir.
  • Se queres cedo engordar, dorme com fome e come devagar.
  • Se queres ser pobre sem o sentir, mete jornaleiro e põe-te a dormir.
  • Semeia a aveia a fugir e a cevada a dormir.
  • Sobre jantar, dormir; sobre cear, passear.
VER +