Será que quis dizer filhó?

filho

fi.lho
ˈfiʎu
nome masculino
1.
indivíduo do sexo masculino em relação aos seus pais ou a cada um deles
2.
descendente
3.
indivíduo natural de uma localidade
4.
rebento ou gomo de uma planta
5.
popular expressão de carinho
6.
popular expressão irónica e condescendente
7.
figurado produto; efeito; consequência
8.
[com maiúscula] RELIGIÃO a segunda pessoa da Santíssima Trindade
adjetivo
procedente; resultante
Do latim filĭu-, «idem»
filho
forma do verbo filhar
1.ª pessoa do singular do presente do indicativo de filhar
Como referenciar: filho in Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-23 09:00:04]. Disponível na Internet:

PROVÉRBIOS

  • A brincar, a brincar é que o macaquinho faz um filho à mãe.
  • A pai avarento, filho pródigo.
  • A pai ganhador filho gastador.
  • A quem Deus não deu filhos, deu-lhe o diabo sobrinhos.
  • A quem matares o pai não lhe cries o filho.
  • Antes filho de pobre que escravo de rico.
  • Aonde há filhos, nem parentes, nem amigos.
  • Aos padres tirou Deus os filhos, deu-lhes o diabo os afilhados.
  • Bem fiei pois meu filho criei.
  • Boa maçaroca fia quem seu filho cria.
  • Cadela apressada faz filhos cegos.
  • Cadelas apressadas parem filhos tortos.
  • Carne de acém é pouca e sabe bem, mas não é para quem filhos tem.
  • Casa de pais, escola de filhos.
  • Casa o filho quando quiseres e a filha quando puderes.
  • Casa teu filho com seu igual e de ti não dirão mal.
  • Casa tua filha com o filho do teu vizinho.
  • Casamento de velho com moça nova, dá filhos até à cova.
  • Com teu vizinho casarás teu filho e beberás teu vinho.
  • De filhas a casar e de filhos a estudar, é livrar.
  • De maus filhos, maus amigos.
  • De pai coxo, filho aleijado.
  • De pai santo, filho diabo.
  • De pai vilão, filho fidalgo, neto ladrão.
  • De uns fazeis filhos e de outros enteados.
  • É mais dispendioso sustentar um vício que dois filhos.
  • Filho aborrecido nunca recebe bom castigo.
  • Filho alheio come muito e chora feio.
  • Filho bastardo muito bom ou muito velhaco.
  • Filho da minha filha, toma pão e senta-te aqui; filho da minha nora, toma o pão e vai-te embora.
  • Filho de avarento sai pródigo.
  • Filho de burro não sai cavalo, nem de cabrito sai bode.
  • Filho de burro um dia dá coice.
  • Filho de gato mata rato.
  • Filho de nobre, nobre é.
  • Filho de peixe, sabe nadar.
  • Filho de viúva, malcriado ou mal acostumado.
  • Filho és, pai serás; conforme fizeres, assim acharás.
  • Filho sem dor, mãe sem amor.
  • Filho tardio, fica órfão cedo.
  • Filhos criados, trabalhos dobrados.
  • Filhos da minha filha meus netos são, filhos do meu filho serão ou não.
  • Ganhe meu inimigo e conserve eu meu filho.
  • Mãe que filho adora, quer uma boa nora.
  • Marido, antes com um olho, do que com um filho.
  • Não fies nem confies, nem filhos de outros cries.
  • O cão é meu amigo, meu inimigo a mulher e o filho meu senhor.
  • Os filhos da minha filha meus netos são, e os da minha nora serão ou não.
  • Os filhos dizem ao soalheiro o que ouvem ao fumeiro.
  • Ovelha de casta, pasto de graça e filho de casa.
  • Pai galego, filho fidalgo, neto ladrão.
  • Pai ganhador, filho gastador.
  • Pai impertinente faz o filho desobediente.
  • Pai rico, filho nobre, neto pobre.
  • Quando a raposa anda aos grilos, mal da mãe, pior dos filhos.
  • Quem compra pão de praça e vinho de taverna, filhos alheios governa.
  • Quem meus filhos beija, minha boca adoça.
  • Quem não se sente, não é filho de boa gente.
  • Quem tem filhos tem cadilhos; quem os não tem, cadilhos tem.
  • Quem traz filho na escola, traz burro à argola.
  • Se queres que teu filho cresça, lava-lhe os pés e rapa-lhe a cabeça.
VER +