gato

ga.to
ˈɡatu
nome masculino
1.
ZOOLOGIA (Felis catus) pequeno mamífero carnívoro, domesticado, da família dos Felídeos, digitígrado e de garras retráteis, de que existem diversas raças, apresenta geralmente corpo esguio, com cerca de 50 centímetros de comprimento, patas curtas, cauda longa e pelagem macia, sendo tradicionalmente utilizado para caçar ou afugentar ratos
2.
ZOOLOGIA designação comum, extensiva a diferentes espécies de outros pequenos mamíferos carnívoros da família dos Felídeos
3.
ICTIOLOGIA designação comum, extensiva a diferentes peixes seláquios, também conhecidos por bruxa, gata, etc.
4.
coloquial engano; erro; lapso
5.
coloquial pedaço de metal usado para prender a louça quebrada
6.
utensílio de ferro usado pelos tanoeiros para arquear as vasilhas
7.
NÁUTICA gancho de metal, geralmente com olhal, a que se prende um cabo ou uma corrente
8.
peça, normalmente de ferro, usada para unir o revestimento de cantaria à alvenaria
9.
peça que segura ou liga duas pedras numa construção; grampo
10.
regionalismo peça angular onde se ergue e baixa o braço ou a tranqueta da aldraba
11.
Alentejo recipiente de pele, semelhante a um pequeno odre, usado para guardar ou levar vinho
12.
Trás-os-Montes mentira
13.
Brasil coloquial homem considerado atraente
14.
coloquial plural ruído produzido pela respiração das pessoas com doença nas vias respiratórias; pieira
(provérbio) gato escaldado de água fria tem medo
os percalços sofridos tornam uma pessoa precavida
darem-se como o cão e o gato
não se entenderem
(provérbio) de noite todos os gatos são pardos
na escuridão tudo se confunde
vender/dar gato por lebre
enganar, dando ou vendendo o mau como se fosse bom
Do latim cattu-, «gato»
gato
forma do verbo gatar
1.ª pessoa do singular do presente do indicativo de gatar
Como referenciar: gato in Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-06 06:11:12]. Disponível na Internet:

PROVÉRBIOS

  • À noite todos os gatos são pardos.
  • Ao gato, por ser ladrão, não o tires da tua mansão.
  • Bem se lambe o gato depois de farto.
  • Bom amigo é o gato, se não arranha.
  • Bonitas palavras não engordam gatos.
  • Cara de beato, unhas de gato.
  • Cara e contas de beato, unhas de gato.
  • Casa em que não há cão nem gato, é casa de velhaco.
  • Casa que não tem gato, tem ratos.
  • Dá ao gato o que o rato tem de levar.
  • De casa de gato, não sai farto o rato.
  • De noite todos os gatos são pardos.
  • Filho de gato mata rato.
  • Gato a quem morde a cobra, tem medo à corda.
  • Gato de fora mia à porta e vai embora.
  • Gato escaldado, de água fria tem medo.
  • Gato furtado, orelhas de fora.
  • Gato gordo não apanha rato.
  • Gato miador não é bom caçador.
  • Gato pede miando e come rosnando.
  • Gato quando morde, arranha.
  • Gato quando não morde, arranha.
  • Guimarães, mata gatos e esfola cães.
  • Lambe-se o gato depois de farto.
  • Não compres gato por lebre.
  • Não é por aí que o gato vai às filhós.
  • Não vender gato por lebre.
  • Não te fies em água que não corra, nem em gato que não mia.
  • O cão e o gato comem o mal guardado.
  • Quando em casa não há gato, folga o rato.
VER +