gente

gen.te
ˈʒẽt(ə)
nome feminino
1.
conjunto de pessoas
2.
multidão de pessoas
3.
algumas pessoas (em oposição a ninguém)
4.
família
5.
o género humano; humanidade
6.
povo
7.
conjunto de habitantes de uma região
8.
força armada
9.
tripulação
10.
plural povos, nações
coloquial como gente grande
1.
como um adulto
2.
muito bem
Do latim gente-, «idem»
Como referenciar: gente in Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-02-24 13:53:44]. Disponível na Internet:

PROVÉRBIOS

  • A água corrente não mata a gente.
  • A falar é que a gente se entende.
  • A gente pensa não ter vícios quando não tem os dos outros.
  • A gente pobre, moeda miúda.
  • A gente só aprende quando é tarde de mais.
  • A gente só se lembra de Santa Bárbara quando troveja.
  • A gente vê caras, não vê corações.
  • Água corrente não mata a gente.
  • Das cerejas à castanha, bem a gente se amanha, do castanho ao cerejo, bem mal me vejo.
  • É mau o caldo que muita gente tempera.
  • Gente baixa só tem olho no dinheiro.
  • Gente da cidade, só em caso de necessidade.
  • Gente do Minho veste pano de linho, bebe vinho de enforcado e come pão de passarinho.
  • Gente nova e burros velhos botam o mundo a perder.
  • Gente transmontana, a quem lhe bate à porta não pergunta quem é.
  • Há gente de quem não se pode ser amigo e muito menos inimigo.
  • Na companhia de estranha gente, o silêncio é prudente.
  • No quente é que se cura a gente.
  • Para gente pobre, pequeno dobre.
  • Pouco comer, pouco rezar e não pecar levam a gente a bom lugar.
  • Quem mente não vem de boa gente.
  • Quem não se sente, não é filho de boa gente.
  • Vinho turvo e pão quente, são inimigos da gente.
VER +

CITAÇÕES

  • "Toda a gente é capaz de sentir os sofrimentos de um amigo. Ver com agrado os seus êxitos exige uma natureza muito delicada."Oscar Wilde