janeiro

ja.nei.ro
ʒɐˈnɐjru
nome masculino
1.
primeiro mês do ano civil, com trinta e um dias
2.
plural anos de idade
Do latim januarĭu-, «idem»
Como referenciar: Porto Editora – janeiro no Dicionário infopédia da Língua Portuguesa [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-24 09:33:25]. Disponível em

PROVÉRBIOS

  • A água de janeiro vale dinheiro.
  • A galinha de janeiro vai pôr com a mãe ao colmeio.
  • Ao luar de janeiro, conta-se dinheiro.
  • Até ao Natal salto de pardal, de Natal a janeiro salto de carneiro e de janeiro a fevereiro salto de outeiro.
  • Bácoro de janeiro com seu pai vai ao fumeiro.
  • Bons dias em janeiro enganam o homem em fevereiro.
  • Calça branca em janeiro é sinal de pouco dinheiro.
  • Cava fundo em novembro, para plantares em janeiro.
  • Chuva em janeiro e sem frio, vai dar riqueza ao estio.
  • Do Natal a janeiro, um salto de carneiro.
  • De Santa Luzia ao Natal, um salto de pardal, de Natal a janeiro, um salto de carneiro.
  • janeiro fora, mais uma hora, quem bem souber contar hora e meia vai achar.
  • dezembro com julho ao desafio traz janeiro frio.
  • Em dezembro descansar, em janeiro trabalhar.
  • Em janeiro todo o burro é sendeiro.
  • Em janeiro nem galgo lebreiro, nem cão perdigueiro.
  • Em janeiro, um porco ao sol, outro no fumeiro.
  • Em minguante de janeiro corta teu madeiro.
  • Galinha de janeiro, enche o poleiro.
  • Goraz de janeiro, vale um carneiro.
  • Invernia em janeiro e seca em abril, deixa o lavrador a pedir.
  • janeiro como entra assim sai.
  • janeiro frio ou temperado, passa-o enroupado.
  • janeiro, geadeiro.
  • janeiro geoso, fevereiro nevado, março frio e ventoso, abril chuvoso e maio pardo, fazem o ano abundoso.
  • janeiro greleiro não enche o celeiro.
  • janeiro molhado, se não é bom para o pão, não é bom para o gado.
  • janeiro quente traz o diabo no ventre.
  • Lua a de janeiro e amor o primeiro.
  • Lua de janeiro não tem parceiro, exceto a de agosto que lhe dá no rosto.
  • Luar de janeiro faz sair a galinha do poleiro, lá vem fevereiro que leva a galinha e o carneiro.
  • Luar de janeiro alumia todo o ribeiro, mas lá vem o de agosto que lhe dá no rosto.
  • Luar de janeiro, sol de julho.
  • Madeiro para tua casa, corta-o em janeiro.
  • No mês de janeiro sobe ao outeiro para ver o nevoeiro.
  • Os dias bons de janeiro enganam o homem em fevereiro.
  • Os pintos nascidos em janeiro, comem um boi e valem um carneiro.
  • Pescada de janeiro, vale carneiro.
  • Pinta de janeiro, vai com a sua mãe ao poleiro.
  • Primeiro dia de janeiro, primeiro dia de verão.
  • Quem azeite colhe antes de janeiro, azeite deixa no madeiro.
  • Sapatos brancos em janeiro, é sinal de pouco dinheiro.
  • Se o inverno não faz o seu dever em janeiro, faz em fevereiro.
  • Se o vilão soubesse o sabor da galinha em janeiro, não deixaria nenhuma no poleiro.
  • Sol de janeiro, sempre baixo no outeiro.
  • Trovoada em janeiro, nem bom prado, nem bom palheiro.
  • Vai-te embora, janeiro, cá fica o meu cordeiro.
  • Vinho verde em janeiro, é mortalha no telheiro.
VER +